04:42 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Bairros leste da cidade de Aleppo, Síria, 2016 (foto de arquivo)

    Dois maiores hospitais de Aleppo bombardeados; Ban Ki-moon fala em 'crimes de guerra'

    © Sputnik / Mikhail Alaeddin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    805
    Nos siga no

    O secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou nesta quarta-feira (28) como "crimes de guerra" os ataques aéreos que atingiram os dois maiores hospitais das regiões controladas pelos rebeldes em Aleppo, na Síria.

    "Sejamos claros. Aqueles que utilizam armas cada vez mais destrutivas sabem exatamente o que estão fazendo. Eles sabem que estão cometendo crimes de guerra", disse ele ao Conselho de Segurança das Nações Unidas.

    "Imagine a destruição. Pessoas com membros arrancados. Crianças em terrível dor sem nenhum alívio", acrescentou o secretário-geral. "Imagine um matadouro. Isto é pior".

    Segundo a agência de notícias DPA, os dois hospitais atingidos fazem parte de um total de cinco que possuem unidades de terapia intensiva no leste de Aleppo e que ainda estavam em funcionamento. Ambos os hospitais, que estão agora fora de serviço, já haviam sido atingidos anteriormente, de acordo com Adham Sahloul, porta-voz da ONG Sociedade Médica Sírio-Americana (Sams). Ele descreveu os recentes bombardeios como "deliberados".


    Mais:

    Força Aérea síria bombardeia terroristas em Aleppo
    Exército sírio avança no leste de Aleppo pela primeira vez em 3 anos
    Aleppo se torna habitada de novo (VÍDEO)
    Ban Ki-Moon: Conflito em Aleppo é o mais intenso de toda a guerra na Síria
    Tags:
    rebeldes, hospitais, ataques aéreos, bombardeio, crime de guerra, ONU, Ban Ki-moon, Síria, Aleppo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar