11:53 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Combatentes leais ao comandante Khalifa Haftar em Zuwetina, na Líbia

    General líbio pede ajuda da Rússia para derrotar o Daesh

    © REUTERS / Esam Omran Al-Fetori
    Oriente Médio e África
    URL curta
    281
    Nos siga no

    O general líbio Khalifa Haftar, que lidera as forças leais à Câmara dos Representantes, baseada em Tobruk, pediu à Rússia para acabar com o embargo ao seu país e fornecer armamentos para o seu exército, segundo uma fonte diplomática da Rússia nesta quarta-feira.

    O pedido de Haftar teria sido feito tanto ao presidente Vladimir Putin como ao ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, através do seu enviado especial Abdel Basset Badri, que também serve como embaixador da Líbia na Arábia Saudita. Badri visitou Moscou na última terça-feira, onde conversou com o vice-chanceler Mikhail Bogdanov.

    "O encontro realmente aconteceu. Badri veio a Moscou por um dia. Durante conversa com Bogdanov, eles discutiram a questão do levantamento do embargo ao fornecimento de armas. Os líbios estão nos pedindo para enviar armas de pequenos portes, mas também equipamentos e aviões. Também, eles pediram que Moscou dê início a uma operação militar anti-islâmica na Líbia similar à da Síria", disse a fonte citada pelo jornal Izvestia. 

    Mais:

    'Síria pode ter o mesmo destino que a Líbia'
    'Operação militar britânica na Líbia foi baseada em suposições falsas'
    EUA bombardeiam três posições do Daesh perto da cidade líbia de Sirte
    Últimas armas químicas da Líbia chegam à Alemanha para serem destruídas
    Grupo de jornalistas do canal russo RT ficou sob fogo na Líbia (VÍDEO)
    Tags:
    Izvestia, Sergei Shoigu, Vladimir Putin, Khalifa Haftar, Abdel Basset Badri, Mikhail Bogdanov, Rússia, Moscou, Arábia Saudita, Líbia, Zuwetina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar