20:31 26 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    615
    Nos siga no

    O Pentágono acredita que o grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) poderá recorrer ao uso de armas químicas durante a ofensiva das forças do Iraque pela libertação da cidade de Mosul, declarou hoje (26) o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA Jeff Davis.

    "Estamos totalmente cientes de que o Daesh já fez isso antes. Eles já usaram muitas vezes munições de fabricação caseira preenchidas com gás mostarda" – disse Davis, segundo informa a agência Reuters.

    Nas palavras do porta-voz, apesar de a concentração de gás mostrada usada até hoje pelo Daesh não ter sido mortal, as forças iraquianas precisam se preparar para enfrentar um provável ataque químico com esta substância conforme sua ofensiva pela libertação de Mosul.

    O presidente turco Tayyip Erdogan, declarou no domingo (26) que, segundo informações de seu governo, o exército do Iraque e grupos armados curdos deverão iniciar uma operação para libertar Mosul da ocupação da Daesh em 19 de outubro. A cidade de Mosul encontra-se totalmente sob o controle do Daesh desde 2014.

    Considerado como uma organização terrorista, o Daesh é proibido na Rússia e em diversos países do mundo.

    Mais:

    Combatentes do Daesh usam armas químicas na Síria
    Coordenador da UE para terrorismo alerta para o uso de armas químicas na Europa
    Tags:
    libertação, gás mostarda, armas químicas, Recep Tayyip Erdogan, Iraque, Mosul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar