01:12 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, em 27 de julho de 2016

    África coloca ultimato à ONU: Ou sai, ou recebe representação no Conselho de Segurança

    © AFP 2017/ WILFRED KAJESE
    Oriente Médio e África
    URL curta
    173090555

    O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, afirmou que o continente africano está pronto para sair das Nações Unidas se o seu pedido de reforma não for atendido.

    Segundo relatos, no domingo Mugabe disse que a União Africana estava planejando formar um grupo separado para onde convidaria países como a Rússia, China e Índia se o Conselho de Segurança da ONU não incluir membros do seu continente no próximo ano.

    "Nem todos os membros permanentes do Conselho de Segurança têm uma postura dura. Assim, eles são somente a Grã-Bretanha, França e EUA. Se eles persistirem, não se queixem depois quando nós formos criar nossa própria organização. Planejamos fazê-lo em setembro próximo – na próxima Assembleia Geral", cita as palavras do líder zimbabuano o portal sul-africano News 24.

    O líder veterano disse que os dirigentes ocidentais não tomam em conta a opinião de uma série de países africanos, por isso a ONU corre risco de ficar sem estes estados se a reforma não for realizada.

    "Só a Rússia e a China nos apoiam e os EUA contrariam", afirmou o presidente.

    Mais:

    Presidente turco defende reforma do CS da ONU
    Tags:
    Conselho de Segurança da ONU, ONU, Robert Mugabe, Zimbábue, África
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik