00:06 17 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Habitantes da cidade de Deir ez-Zor

    EUA pediram desculpa ao presidente Assad pelo ataque aéreo contra Exército sírio

    © flickr.com/ Cristian Iohan Stefanescu
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Ataque americano contra exército sírio (26)
    18335

    EUA apresentaram desculpas ao presidente Bashar Assad pelo ataque aéreo contra o Exército sírio, disse o Chanceler russo Sergei Lavrov durante seu discurso no programa "Vesti v Subbotu".

    No sábado, dia 17 de setembro de 2016, quatro aviões americanos da coalizão internacional atacaram as tropas governamentais da Síria, cercadas por militantes do Daesh, grupo terrorista (é proibido na Rússia e faz parte da lista de grupos terroristas das Nações Unidas).

    Em consequência do incidente, as forças do Daesh conseguiram ocupar uma posição estratégica, começando uma ofensiva contra o exército sírio. O comando americano explicou o fato alegando "um erro". 62 soldados sírios morreram e por volta de 100 ficaram feridos.

    "Esta situação é um pouco estranha <…> É difícil crer que os agentes secretos da coalizão, criada pelos EUA contra o Daesh no território da Síria, se possam ter esquecido da deslocação de forças. Mas eu não quero fazer acusações", disse.

    O ministro observou que restaurar o regime de cessar-fogo na Síria só é possível numa base coletiva, sem exigências unilaterais.

    "Nós não temos de provar nada unilateralmente, mas é preciso que nos provem que há um desejo sincero de separar a oposição — quem coopera com a coalizão americana e quem coopera com a Frente al-Nusra, depois disso é preciso acabar com ela e fazer a oposição parte do processo político", disse ele em programa "Vesti v Subbotu".

    O ministro disse que se a Rússia não recebe as provas, isto reforçará as suspeitas que tudo isso foi iniciado a fim de trazer Frente al-Nusra do golpe.

    Nós já fizemos concessões, disse o ministro, já tínhamos prolongado a trégua. "Cada vez achamos mais que estas pausas foram usadas para que os militantes, incluindo os da al-Nusra, se reabastecessem de pessoal, armas e provisões".

    Tema:
    Ataque americano contra exército sírio (26)

    Mais:

    Ataque americano em Deir ez-Zor foi 'operação deliberada para enfraquecer Assad'
    Reino Unido confirma participação de ataque aéreo em Deir ez-Zor
    Rússia revela detalhes do acordo com os EUA sobre a Síria após ataque de Deir ez-Zor
    Tags:
    reconciliação, ataque aéreo, cessar-fogo, trégua, terrorismo, Daesh, Frente al-Nusra, ONU, Sergei Lavrov, Bashar Assad, Deir ez-Zor, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar