10:10 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Desfile militar do Irã

    Irã exibe seu poderio militar ao mundo (VÍDEO)

    © AFP 2017/ CHAVOSH HOMAVANDI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    372507211

    Seguindo uma tradição de anos, o Irã celebra no mês de setembro a Semana da Defesa Sagrada com um grande desfile militar perante o mausoléu do aiatolá Ruhollah Khomeini, em Teerã, a capital do país.

    A cerimônia contou com a presença do mais alto escalão das Forças Armadas iranianas, incluindo o chefe do Estado Maior, general Mohammad Hossein Baqeri.

    Como sempre, a parada serviu de vitrine para o Irã demonstrar todo o seu poderio militar ao mundo, com destaque a avançados equipamentos de guerra, como tanques, mísseis e sistemas russos de defesa antimísseis S-300.

    De acordo com a imprensa local, o chefe da Força Aérea da Guarda Revolucionária Islâmica do Irã, o brigadeiro-general Amir Ali Hajizadeh, destacou que entre as armas iranianas de produção própria foram mostrados o sistema de mísseis balísticos terra-terra Emad e o míssil balístico de longo alcance (750 km) Zolfagar, que possui uma cabeça explosiva e é capaz de atacar diversos alvos simultaneamente.

    Já o comandante da Guarda Revolucionária Islâmica, general Mohammad Ali Jafari, teria enviado uma mensagem contundente aos EUA, dizendo: "seria melhor que eles parem de desperdiçar recursos humanos e riqueza com a sua presença mal intencionado e prejudicial no Golfo Pérsico".

    Paradas militares menores também foram realizadas em outras regiões do Irã, como a do porto de Bandar Abbas, localizado no Golfo Pérsico, e que contou com a participação de cerca de 500 navios militares, submarinos e helicópteros.

    Mais:

    Pentágono será obrigado a intensificar espionagem contra Rússia e Irã
    200 cargas nucleares de Israel contra programa nuclear pacífico do Irã
    Irã fornecerá ajuda à Síria na luta contra terrorismo
    Tags:
    parada militar, parada, poderio militar, vídeo, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik