10:43 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Por volta de 150 soldados americanos chegaram a nordeste da Síria, de acordo com forças de segurança curdas

    Militares americanos expulsos de cidade síria

    © AFP 2017/ AHMAD AL-RUBAYE
    Oriente Médio e África
    URL curta
    546449563

    Apareceu um vídeo nas redes sociais que mostra militantes da oposição "moderada" do Exército Livre da Síria obrigando os soldados americanos das forças especiais deixarem a cidade síria de ar-Rai, localizada perto de Jarablus, na fronteira turco-síria.

    No vídeo se pode ver um SUV e um tanque deixando a cidade acompanhados de insultos e gritos "Morte à América!"

    Anteriormente foi informado que alguns soldados americanos entraram na cidade de ar-Rai a fim de coordenar os ataques aéreos contra o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia). Mas, logo após entrarem, tiveram que deixar a cidade devido aos protestes dos rebeldes sírios. De realçar que os EUA apoiam a oposição síria e lhe fornecem sistemas da defesa antitanque de alta tecnologia.

    Alguns dias antes deste incidente, militares das forças especiais americanas foram atingidos por disparos perto da cidade de Tell Abyad. Mas não se tratou de um ataque islamista, os disparos tiveram origem na fronteira turca, informa a ABC News. Segundo informação do canal, os soldados americanos levantaram a bandeira dos EUA mas fogo não parou e eles tiveram de se retirar da cidade.

    Mais:

    Putin clarifica falta de vontade dos EUA de tornar públicos detalhes de acordo sobre Síria
    Embaixador russo: EUA estão obstruindo resolução do CS da ONU sobre a Síria
    EUA enviam soldados para ajudar a Turquia na luta contra Daesh na Síria
    Tags:
    expulsão, soldados, Daesh, EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik