02:29 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Militantes do Estado Islâmico na cidade de Mossul no Iraque

    Aviões da coalizão internacional destroem fábrica química do Daesh perto de Mossul

    © REUTERS/ Stringer
    Oriente Médio e África
    URL curta
    341122

    Os aviões de guerra da coalizão internacional liderada pelos EUA destruíram uma fábrica no Iraque usada pelo grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico) para produzir armas químicas, segundo anunciou o Pentágono nesta terça-feira (13).

    O centro de produção – um antigo complexo farmacêutico – provavelmente fabricava cloro ou gás mostarda, de acordo com o tenente-general Jeffrey Harrigian, chefe do Comando Central das Forças Aéreas dos EUA.

    "Isso representa apenas mais um exemplo do flagrante desrespeito do Daesh pela lei e as normas internacionais", disse o oficial em videoconferência com repórteres no Pentágono.

    O ataque ocorreu na segunda-feira (12) perto de Mossul e foi conduzido por caças e um bombardeiro pesado B-52.

    As forças de segurança iraquianas, apoiadas pelo poder aéreo da coalizão, estão nas semanas finais de "modulação" das operações preparatórias para uma ofensiva para recapturar Mossul, cujo controle foi tomado pelos jihadistas em 2014.


    Mais:

    Lavrov explica falta de diálogo com coalizão dos EUA sobre Síria
    Daesh assume autoria de atentado no Quênia
    Cerca de 100 combatentes do Daesh são eliminados em Mossul
    Tags:
    gás mostarda, ataques aéreos, fábrica, cloro, coalizão, armas químicas, Daesh, Estado Islâmico, Mossul, Iraque, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik