16:47 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Forças de segurança do Afeganistão depois de um atentado em 27 de fevereiro

    'Terroristas fazem guerra psicológica no nosso país'

    © AFP 2017/ WAKIL KOHSAR
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    0 62301

    O segundo vice-presidente do Afeganistão, Sorur Danish, em entrevista à Sputnik Dari, falou sobre a intensificada propaganda antigovernamental entre grupos terroristas que agem no território do país.

    O político também comunicou, sem especificar nome, sobre forças responsáveis pela propagação entre a população das ideias a favor dos jihadistas.

    Segundo Sorur Danish, no Afeganistão há círculos que, visando atingir sucesso individual, falam sobre a “reforçada ameaça terrorista no país e incapacidade das autoridades de proteger o seu povo”.

    "Assim, os militantes encontram a possibilidade de realizar uma guerra psicológica genuína contra o povo do Afeganistão <…> Em diferentes províncias, cada vez mais rapidamente está sendo propagado ideal antigovernamental. Talibãs fundaram divisões especiais para este fim. Eles distorcem fatos e acusam falsamente as forças de segurança do país de repressões de civis no âmbito de operações antiterroristas", declarou.

    De acordo com o político, atualmente, nas redes sociais e em outros meios, está sendo realizada propaganda contra o povo e o governo do país.

    "Aqueles que o fazem, aproximam-se do povo, mas isso não é bom. Beneficiam o inimigo e não o povo", destacou.

    Seja como for, mesmo sendo óbvio para todos que durante uma guerra, o povo sofre na pele as consequências dela, o político admite:

    "Sim, com angústia cabe informar que o povo afegão, nas últimas décadas, sofreu tragédias terríveis. Só nos últimos 15 anos, nós achamos mais de 20 enterros coletivos em diferentes províncias. Em cada um deles, foram enterrados cerca de 1.000 civis".

    Tema:
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)

    Mais:

    Confusão dos EUA: ‘Talibã é parceiro importante’
    Tags:
    propaganda, entrevista, terrorismo, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik