18:39 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Jobar, distrito de Damasco, na Síria

    As 5 maiores perguntas sobre o futuro da Síria

    © Sputnik/ Iliya Pitalev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    173801

    O acordo de cessar-fogo alcançado entre a Rússia e os EUA na Síria é um passo diplomático importante. No entanto, seu cumprimento permanece pouco claro.

    A revista norte-americana The National Interest compilou uma lista de "grandes perguntas" sobre o futuro da Síria.

    A trégua será observada?

    Nos termos dos acordos entre Moscou e Washington, o presidente sírio Bashar Assad deve deixar de usar a aviação nas áreas que foram acordadas pela Rússia e Estados Unidos. No entanto, de acordo com o autor, não há nenhuma garantia de que Assad cumpra as condições da trégua.

    Quem vai monitorizar o cumprimento dos acordos?

    Supostamente o exército do governo e as forças de oposição retirarão suas tropas para garantir uma zona desmilitarizada para a passagem de missões humanitárias. O monitoramento durante a retirada das armas deverá ser realizado, mas nenhum órgão ou organização que opera no país assumiu esta função. Esta é uma pergunta muito importante, porque as organizações humanitárias devem estar confiantes na sua segurança trabalhando na Síria, nota a revista norte-americana.

    Como será realizada a operação conjunta russo-americana?

    Os militares russos e norte-americanos criarão um Centro executivo conjunto, cujo objetivo será coordenar os combates contra o Daesh e a Jabhat Fatah al-Sham, duas organizações terroristas (ambas proibidas na Rússia). Os alvos devem ser aprovados por ambas as partes antes do início da operação.

    "É significativo o fato de que a Rússia e os Estados Unidos às vezes não concordam na definição dos alvos a atacar", escreve o autor do artigo.

    Haverá separação entre a "oposição moderada" e a Jabhat Fatah al-Sham?

    Segundo a The National Interest, se os terroristas continuarem operando no mesmo espaço que as forças da chamada oposição moderada, o acordo entre os EUA e a Rússia será invalidado. Se as forças da oposição não cortarem os laços com os terroristas, será mais difícil culpar a Rússia de destruição da "oposição não-extremista".

    O que acontecerá na Síria, quando a violência acabar?

    "Se o acordo de cessar-fogo russo-americano funcionar perfeitamente, o nível de violência na verdade diminuirá. Seria um êxito incrível. <…> Assad irá bloquear todos os mecanismos de transferência de poder, e a oposição não vai ouvir qualquer proposta que mantenha Assad como presidente. Se estes pontos não forem alterados, o processo de paz entrará em colapso novamente", conclui o artigo.

    Mais:

    Opinião: Quer haja ou não sucesso do cessar-fogo na Síria, Putin ganha sempre
    Rússia registra seis violações do regime de cessar-fogo na Síria
    Militares russos entregam 12 toneladas de ajuda humanitária na Síria
    Oposição síria: acordo entre EUA e Rússia não foi surpresa
    Terroristas se concentram na província síria de Hama
    Tags:
    processo de paz, cessar-fogo, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik