21:18 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Ataques aéreos dos EUA em apoio ao Governo de Acordo Nacional da Líbia alvejaram três posições de combate do grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico) e dois veículos perto da cidade de Sirte na segunda-feira (12), segundo informou hoje (13) o Comando Central dos EUA na África (AFRICOM).

    "Isto (…) eleva o número total de ataques aéreos em apoio à operação Odyssey Lightning [contra o Daesh na Líbia], que começou em 1º de agosto, a 146", destaca o comunicado desta terça-feira.

    Além das três posições de combate, os ataques aéreos atingiram veículo do Daesh e um veículo de abastecimento, observou ainda o AFRICOM.

    A divisão militar norte-americana argumenta que os ataques aéreos ajudarão a impedir que os jihadistas do Daesh tenham um refúgio seguro na Líbia a partir do qual pudesse atacar os EUA e seus aliados.

    Em agosto, um porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA disse à Sputnik que os ataques aéreos na Líbia haviam reduzido a capacidade do Daesh de atacar as forças terrestres do governo líbio, devido à destruição de armas pesadas, posições de combate e veículos explosivos improvisados do grupo terrorista.

    O Daesh ganhou terreno na Líbia em meio à crise política que tomou o país após a derrubada do líder Muammar Khaddafi pela OTAN em 2011.

    Mais:

    Últimas armas químicas da Líbia chegam à Alemanha para serem destruídas
    Grupo de jornalistas do canal russo RT ficou sob fogo na Líbia (VÍDEO)
    Itália e Líbia fecham acordo sobre medidas contra crise migratória
    'Começou a última batalha em Sirte': Líbia desaloja Daesh
    Tags:
    bombardeios, ataques aéreos, operação Odyssey Lightning, Estado Islâmico, Daesh, AFRICOM, Muammar Khaddafi, EUA, Sirte, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar