10:28 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Terroristas do Daesh disparam de fuzis na cidade de Aleppo, Síria

    Recrutas do Daesh não sabem muito sobre o Islã

    © AP Photo /
    Oriente Médio e África
    URL curta
    705
    Nos siga no

    Milhares de documentos do Daesh vazados indicam que muitos recrutas conhecem pouco do Islã antes de se juntarem aos extremistas.

     Os registros mostram que alguns britânicos que se tornaram membros do grupo estavam comprando o Alcorão e livros sobre o Islã para principiantes na loja online Amazon.

    ​O jornal Associated Press realizou uma pesquisa, analisando testemunhos judiciais, entrevistas e formulários de entrada na Síria de mais de 4.000 de pessoas em 2013 e 2014 para se juntarem aos fundamentalistas. Eles descobriram que os candidatos do Daesh eram ignorantes relativamente à fé islâmica.

    Cerca de 70% dos novos seguidores tinham "conhecimentos básicos" da lei da sharia, 24% tinham noções "intermediárias" e só 5% declararam ter conhecimento "avançado". 

    Veneza, Itália, Praça de São Marcos
    © East News / Manuel Silvestri/Polaris
    O centro do combate ao terrorismo estadunidense West Point's Combating Terrorism Center publicou um estudo que mostrou que, quanto menos versado o fundamentalista era, mais vontade ele tinha de realizar atentados suicidas.

    Alguns disseram lamentar a sua experiência com o Daesh. Um ex-membro europeu do grupo afirmou: "Eu percebi que eu estava no lugar errado quando eles me perguntaram: 'Quando você for morto, quem devemos informar'"?

    Mais:

    Clinton diz que não enviará tropas para combater Daesh
    Senadora que apoia Clinton considera Putin e Trump 'os criadores' do Daesh
    6 bombardeiros russos atacam Daesh perto de Deir ez-Zor
    Tags:
    terrorismo islâmico, fundamentalismo, membro, recrutamento, islã, Daesh, Grã-Bretanha, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar