08:28 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 06
    Nos siga no

    O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia), que sofre perdas na Síria nos combates com o exército governamental apoiado pela Força Aérea russa, pretende criar novas sedes no Oriente Médio, uma delas no Iêmen, afirmou em coletiva de imprensa em Moscou o membro do partido Reshade Salafi, Mohammed Taher.

    "Depois do início da operação da Rússia contra o Daesh na Síria, os terroristas começaram a procurar outro lugar para sua sede, fora da Síria. Devido à guerra civil, que agora está passando no território do Iêmen, em meio ao caos no país, os grupos Daesh e Al-Qaeda acham que o Iêmen pode se tornar um bom lugar para criar uma nova base retaguarda e controlar suas operações a partir dali. Eles encontraram condições adequadas no Iêmen", disse Mohammed Taher.

    Na opinião dele, "essa é uma ameaça não somente para o Iêmen, mas também para todo o mundo".

    "Pedimos a Rússia para prestar atenção na situação, para que o Iêmen não se torne uma ameaça para todo o mundo", concluiu ele.

    De acordo com o parlamentar, o Daesh e outros grupos terroristas controlam cerca de um quarto do território do Iêmen.

    A organização terrorista Daesh (proibida na Rússia e reconhecida como terrorista pelo Brasil) autoproclamou-se "califado mundial" em 29 de junho de 2014, tornando-se imediatamente uma ameaça explícita à comunidade internacional e sendo reconhecida como principal ameaça por vários países e organismos internacionais. Porém, o grupo terrorista tem suas origens ainda em 1999, quando o jihadista da tendência salafita, jordaniano Abu Musab al-Zarqawi, fundou o grupo Jamaat al-Tawhid wal-Jihad. Depois da invasão norte-americana no Iraque em 2003, esta organização começou a fortalecer-se, até transformar-se, em 2006, no Estado Islâmico do Iraque. A ameaça representada por esta entidade foi reconhecida pelos serviços secretos dos EUA ainda naquela época, mas de forma secreta, e nada foi feito para contê-la. Como resultado, surgiu em 2013 o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, que agora abrange territórios no Iraque e na Síria, mantendo a instabilidade e fomentando conflitos.

    Mais:

    Príncipe saudita pede encontro com Ban Ki-moon sobre Iêmen e lista negra
    ONU coloca coalizão saudita no Iêmen em lista de assassinos de crianças
    Homens-bomba atacam centro de recrutamento militar no Iêmen
    Tags:
    base, sede, guerra civil, ameaça, terrorismo, Daesh, Al-Qaeda, Estado Islâmico, Iêmen, Oriente Médio, Iraque, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar