22:52 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    110
    Nos siga no

    Com a vacilante economia brasileira e o cancelamento de milhares de voos diante da pandemia de coronavírus, a concessão de aeroportos brasileiros deverá passar por revisões, avalia especialista ouvido pela Sputnik Brasil.

    Em abril, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou durante videoconferência promovida por um banco privado que o governo estuda fazer um "reequilíbrio" nos contratos de concessões de aeroportos e outros setores. 

    "A gente quer fazer isso de uma forma rápida. Entendemos que a crise da Covid representa uma força maior. Houve uma queda expressiva de demanda em todas as áreas em função dessa pandemia", disse Freitas, de acordo com o G1. 

    Medidas como redução nos valores que as concessionárias devem pagar ao governo e redução dos investimentos prometidos pelas companhias são ações previstas nos contratos e que poderão ser adotadas.

    Economista e ex-funcionário da Varig e da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês), Ricardo Balistiero diz que ajustes contratuais "pontuais" diante da nova realidade serão necessários e que essa revisão faz parte da relação entre Estado e empresas.

    "Os aeroportos são ativos bastante valiosos e que pressupõem investimentos vultosos de longo prazo. Uma boa parte dessas licitações ocorreu no início da década, portanto um período anterior à grande recessão que o país passou em 2015 e 2016, que mudou completamente o cenário que nós tínhamos dez anos atrás", afirma Balistiero à Sputnik Brasil. 

    O economista tece elogios ao ministro da Infraestrutura, mas afirma ter "preocupação com a instabilidade política do país" e diz que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é "bastante instável".

    "A atração de capitais, principalmente capitais externos para a infraestrutura, parte do pressuposto que o país tem alguma estabilidade jurídica, de respeito pelos contratos, mas também estabilidade política", avalia Balistiero.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Será que viseiras faciais poderiam mesmo impedir pacientes infectados de espalhar o coronavírus?
    Brasil é o 3º país com mais casos de coronavírus em todo o mundo
    Biotecnológica dos EUA anuncia testes bem-sucedidos em humanos de vacina contra coronavírus
    Cientistas identificam pessoas potencialmente imunes ao coronavírus
    Primeira cidade da Amazônia equatoriana combate coronavírus sem casos registrados
    Anticorpos inibidores do SARS poderiam ajudar na criação de vacina para novo coronavírus?
    Tags:
    Jair Bolsonaro, recessão, COVID-19, concessão, aeroporto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar