18:09 03 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    271
    Nos siga no

    Uma edição do Diário Oficial, publicada na madrugada desta terça-feira (28), oficializou a nomeação de André Mendonça para o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

    André Mendonça é profissional de carreira da Advocacia-Geral da União há 20 anos. Graduado na Faculdade de Direito de Bauru, no interior de São Paulo, é pós-graduado em Direito Público pela Universidade de Brasília (UnB) e mestre e doutor em Direito pela Universidade de Salamanca, na Espanha.

    André Mendonça também atua como professor de diversas universidades no Brasil e também é pastor na Igreja Presbiteriana Esperança, em Brasília.

    Mendonça assume a pasta da Justiça e Segurança Pública no lugar de Sergio Moro, ex-juiz da Lava Jato e que pediu demissão na semana passada fazendo acusações de que Bolsonaro queria interferir politicamente na Polícia Federal, subordinada ao ministério.

    Para Pedro de Jesus Juliotti, procurador de Justiça no estado de São Paulo, a crise política instalada no Ministério da Justiça e Segurança Pública após a saída de Moro pode dificultar o trabalho de André Mendonça.

    "Qualquer ministro que venha a ocupar o lugar de Moro assumirá sob o império da desconfiança, o novo ministro André Mendonça tem um belo currículo, me parece ser uma pessoa extremamente capaz, mas com certeza vai assumir em um momento delicado de seríssimas acusações de interferência do governo na pasta da Justiça. E eu destaco ainda um outro agravante, que dificultará e muito a sua atuação, ele sequer pôde nomear o delegado-geral da Polícia Federal, seu subordinado", disse à Sputnik Brasil.

    Já para Alberto Rollo, professor de Direito Eleitoral e Constitucional da Universidade Presbiteriana Mackenzie, André Mendonça tem perfil adequado para assumir a pasta.

    "Ele tem um histórico bastante relevante de estudo jurídico, é uma pessoa bem preparada, absolutamente capacitada, compreende as questões da Justiça e as questões jurídicas e entende de Direito. Além de ser professor universitário, tem formação técnica e é isso que nós esperamos de um bom ministro da Justiça", afirmou à Sputnik Brasil.

    Antes de assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça vinha sendo cotado para a próxima vaga que for aberta no Supremo Tribunal Federal (STF) já que o presidente Jair Bolsonaro disse que indicaria um ministro evangélico para a Corte.

    "Poder ser que exista de fato essa intenção para nomear André Mendonça ao STF, aliás como já havia em relação ao Moro, mas a política é muito dinâmica e se o ministro André Mendonça não tiver uma boa atuação à frente do Ministério da Justiça, dificilmente será nomeado ao Supremo Tribunal Federal", disse Pedro de Jesus Juliotti.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Bolsonaro: 'será que não está na hora de termos um evangélico no STF?'
    Oficial: ministro da Justiça Sergio Moro anuncia saída do governo Bolsonaro
    Moro nega ter pedido assento no STF em troca da permanência de Valeixo
    Após saída de Moro, 3 secretários do Ministério da Justiça colocam cargos à disposição
    STF abre inquérito para investigar acusações de Moro contra Bolsonaro
    Tags:
    Jair Bolsonaro, Brasil, ministro, Ministério da Justiça do Brasil, Ministério da Justiça
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar