20:01 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    3111
    Nos siga no

    Por causa do coronavírus, a economia chinesa está em queda livre, com muitos setores produtivos completamente paralisados, arrastando com ela o mundo inteiro, também sob os efeitos da pandemia.

    Segundo relata a Reuters, citando dados do Gabinete Estatal de Estatística da China, a produção industrial chinesa nos dois primeiros meses deste ano mostrou o pior desempenho em 30 anos, em virtude da propagação fulminante do coronavírus.

    Segundo estes dados, em janeiro-fevereiro a produção industrial do país caiu 13,5% em comparação com o mesmo período do ano passado, enquanto os investimentos em capital fixo diminuíram 24,5% e as vendas no varejo em 20,5%.

    Contudo, citado em declarações ao serviço russo da Rádio Sputnik, Aleksei Korenev, analista do grupo Finam, é da opinião que o vírus não é a única explicação para a queda da economia do país.

    Korenev considera que o abrandamento da economia chinesa começou mais cedo, e que a epidemia só teria acentuado os problemas.

    "A China tem vindo a abrandar em termos de desenvolvimento econômico consecutivamente nos últimos anos. Houve uma época em que seu PIB crescia 9% por ano. Ainda no ano passado ela baixou para menos de 6%, era evidente que a economia chinesa estava 'esfriando' um pouco", afirmou Korenev.

    Segundo o analista, o coronavírus viria a piorar a situação, com o encerramento de muitas unidades produtivas.

    "A questão é apenas uma: quão rapidamente a economia, tanto chinesa como mundial, irá lidar com os problemas", disse o analista.

    Problemas da economia mundial

    A economia mundial também tem vindo a acumular problemas, e eles são anteriores à pandemia.

    Segundo Korenev, os incentivos financeiros dos governos e bancos centrais da União Europeia, por exemplo, não têm surtido efeito. Prova disso é o declínio da produção industrial alemã e francesa.

    "Alguns estão imprimindo dinheiro, mas nem todos estão prontos para baixar impostos como forma de estimular a economia", acrescentou.

    Ainda segundo o analista, a economia mundial, se não está já perante uma crise real, com certeza se encontra em uma fase recessiva, podendo manter-se a situação como está neste momento ou agravar-se ainda mais.

    "Melhoria, é muito pouco provável", remata Korenev.

    A Organização Mundial da Saúde decretou o surto de Covid-19 como uma pandemia, não se augurando nada de bom à economia mundial.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Economista: PEC dos Fundos deve focar em investimentos, não em pagamento de dívida
    Argentina reestrutura sua dívida em meio a medos de coronavírus afetando economia mundial
    Como queda do petróleo está afetando economia brasileira e internacional?
    Tags:
    crise, efeitos, economia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar