09:47 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    17246
    Nos siga no

    Pela segunda vez no ano, bancos dos EUA reduziram as projeções de crescimento do PIB brasileiro, acreditando em um impacto negativo do coronavírus no país.

    De acordo com relatórios apresentados na última quinta-feira (28), o Bank of America Merrill Lynch diminuiu a previsão de crescimento do Brasil de 2,2% para 1,9%, enquanto o JP Morgan cortou de 1,9% para 1,8%.

    "O surto de coronavírus deve impactar negativamente as exportações. Dado o maior impacto esperado do vírus e os contínuos indicadores de atividade econômica sem sinal uniforme no Brasil, reduzimos nossa previsão em outros 30 pb [pontos base]", afirmaram os economistas do banco Bank of America Merrill Lynch, David Beker e Ana Madeira, citados pela Reuters.

    O economista e consultor do BID, da ONU e do Banco Mundial, Roberto Macedo, em entrevista à Sputnik Brasil, afirmou que o país terá um crescimento inferior a 2% independente do coronavírus.

    "Independente do coronavírus, eu já reduzi a minha previsão de crescimento do Brasil. No último artigo que eu publiquei no Estadão uma semana e meia atrás, a minha previsão de que vai crescer menos de 2% [...] pra você crescer, você precisa investir e eu não tô vendo nada de investimento", argumentou.

    "O governo vai usar isso como desculpa pra dizer que cresceu pouco. E esses dias deve sair o resultado do PIB do ano passado [...] e é provável que dê uma taxa inferior aos dois anos anteriores que foi 1,3%", acrescentou.

    O especialista destacou, entretanto, que se o coronavírus tiver impacto no Brasil o crescimento deve cair ainda mais abaixo.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Sobe para 21 número de mortos por coronavírus na Itália
    Medidas de proteção contra novo coronavírus são reforçadas em toda América do Sul
    Exames mostram que familiares de brasileiro com coronavírus não foram infectados
    Tags:
    PIB, crescimento, economia, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar