00:46 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    17255
    Nos siga no

    A Petrobras e o Brasil finalmente estão colhendo os frutos dos investimentos no pré-sal, explicou especialista para Sputnik Brasil.

    ANP divulgou que a produção de petróleo no Brasil em 2019 superou todos os recordes.

    A produção exata foi 1,018 bilhão de barris, um aumento de 7,78% em relação ao volume produzido em 2018, quando foram produzidos 944,117 milhões de barris.

    Segundo José Mauro de Morais, economista, especialista em óleo e gás, Coordenador de Estudos de Petróleo, da Diretoria de Estudos Setoriais do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), muitos fatores contribuíram para o fato.

    "O principal deles foi o aumento de produção de petróleo no pré-sal", destacou o especialista em conversa com Sputnik Brasil.

    A produção do pré-sal, em 2019, foi de 633,980 milhões de barris de petróleo e 25,906 bilhões de metros cúbicos de gás natural, o que corresponde a acréscimos de, respectivamente, 21,56% e 23,27% em relação à produção de 2018.

    Um outro fato muito importante, segundo o professor, "foram os investimentos da Petrobras nos últimos 12 anos", desde a descoberta do pré-sal.

    "É uma notícia muito importante para o Brasil, pois recompensa todo o esforço que a Petrobras vem fazendo no sentido de ampliar os investimentos na produção dos poços de petróleo, que ela descobriu nos últimos anos", destacou o economista.

    Desde 2006, quando foi descoberto o pré-sal, até 2017, a Petrobras descobriu pelo menos 60 poços novos, acrescentou o interlocutor da agência. Esses poços, possuem um potencial produtivo muito superior aos poços brasileiros em terra, mas necessitam de grande investimentos.

    "Toda produção da Bacia de Campos, ativa desde 1977, tem caído nos últimos anos. Os poços do pré-sal, por outro lado, estão aumentando a produção quase todos os dias e o Brasil pode se tornar o quinto maior produtor de petróleo em todo o mundo", destacou José Mauro de Morais.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Tags:
    análise, Brasil, petrobras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar