17:13 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, com seu ministro da Economia, Paulo Guedes, no Palácio do Planalto

    Política e economia brasileiras seguem caminhos distintos, segundo Bloomberg

    © REUTERS / ADRIANO MACHADO
    Análise
    URL curta
    1255
    Nos siga no

    Analisando política do governo Bolsonaro e sua pasta econômica, a Bloomberg considerou as perspectivas para o futuro do Brasil e o quanto a política atual poderia atrapalhar os resultados econômicos.

    Apesar de sua vitória nas últimas eleições, o governo Bolsonaro tem experimentado queda na sua taxa de aprovação, o que poderia estar sendo fomentado pela pouca coesão entre os membros do governo federal e episódios polêmicos envolvendo a família do presidente.

    Conforme publicou a Bloomberg, o desgaste oriundo das polêmicas entra em contradição com outros bons resultados que o país tem apresentado.

    "A inflação está caindo. As taxas de juro nunca foram tão baixas. No seguimento da aprovação neste mês da Reforma da Previdência, que deverá gerar uma economia de US$ 196 bilhões (cerca de R$ 819 bilhões) pela próxima década, o governo está promovendo a mais ambiciosa reforma da burocracia desde o retorno à democracia constitucional há 31 anos", diz o artigo.

    Fora isso, o artigo não menosprezou a queda nos índices da violência e as expectativas em torno do mercado de petróleo do país.

    Caminhos distintos

    Apesar das boas notícias, as expectativas de bons resultados econômicos estariam sob risco devido aos problemas envolvendo a administração federal, de acordo com o artigo.

    "Mesmo assim, o Brasil não está destinado ao sucesso [...] Com a diplomacia tumultuosa de Bolsonaro, atacando o setor ambiental e um inimigo comunista que se foi com a Guerra Fria, a tarefa de resolver a gigantesca burocracia e consertar a economia ficou para Guedes e seus tecnocratas", declarou a revista.

    Desta forma, a Bloomberg interpreta as polêmicas envolvendo o presidente como algo que poderia atrapalhar o crescimento econômico brasileiro, enquanto sua equipe econômica estaria logrando bons resultados.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Brasil dá 'sinal positivo' e valoriza participação no BRICS, diz especialista
    Polarizado como em 1889, Brasil republicano vive prova de fogo na era Bolsonaro, dizem analistas
    Ao elogiar Enem, Bolsonaro diz que 'nunca houve ditadura no Brasil'
    Tags:
    política, Brasil, economia, Jair Bolsonaro, governo bolsonaro, Paulo Guedes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar