18:39 11 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Lançamento do foguete portador russo Soyuz-2.1a com a espaçonave Soyuz MS-14 a partir do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão

    'Rússia está ganhando corrida espacial', diz ex-funcionário da Inteligência dos EUA

    © Sputnik / Sergei Mamontov
    Análise
    URL curta
    14482
    Nos siga no

    Em artigo na revista americana National Interest, Andy Keiser, ex-funcionário do Comitê de Inteligência do Congresso dos EUA, disse que a Rússia está ganhando a corrida espacial com seu país.

    Desde a defrontação bipolar, os Estados Unidos e a Rússia se mantiveram como potências no espaço. Os investimentos em satélites, foguetes e pesquisas espaciais fizeram com que ambos os países enviassem o primeiro homem ao espaço e o homem à Lua.

    No entanto, segundo Andy Keiser, ex-funcionário do Comitê de Inteligência do Congresso americano, seu país está em desvantagem em relação à Rússia no que ele chama de corrida espacial. Em um artigo escrito por ele para a revista National Interest, Keiser explana suas ideias.

    Importância do espaço

    Desde que os primeiros satélites foram enviados ao espaço, as nações entenderam a importância de se ter presença fora da Terra em um mundo mais moderno. Esta realidade não seria diferente para os Estados Unidos, como Keiser aponta.

    "O espaço, sem dúvida, é um domínio crítico para o poder militar dos EUA, seus serviços de inteligência e sua economia. Nossos militares usam ativos no espaço para comunicações e comando e controle", escreveu Keiser.

    Desta forma, o espaço já não é mais uma aérea simplesmente distante, mas se tornou um campo vital para a maior independência e progresso das nações.

    'Perigosa dependência do adversário'

    No entanto, conforme Keiser explica, para que tal independência e segurança nacional sejam garantidas, os países, em particular os EUA, teriam que usar tecnologias próprias e evitar o uso de estrangeiras, o que é visto por ele como uma "perigosa dependência do adversário".

    Pensando assim, Keiser aponta o que seria a maior desvantagem estratégica dos EUA em relação à Rússia no espaço.

    "Poucos americanos sabem, mas até hoje a Força Aérea dos Estados Unidos utiliza um foguete com motor produzido na Rússia para lançar importantes ativos críticos de segurança nacional para o espaço", afirmou Keiser.

    Keiser ainda explica que, apesar do uso de foguetes russos deva ser cessado pelos EUA até 2022 devido à legislação que regula tal uso, o desenvolvimento de um foguete próprio pode se prolongar.

    "Segundo a mídia, o desenvolvimento [demorado] poderia prolongar o uso de foguetes com motores russos até 2024, talvez até mais", escreveu o americano.

    Ainda segundo Andy, caso os EUA não desenvolvam seu foguete rapidamente, eles não terão alternativa além da tecnologia russa, o que seria uma vantagem para Moscou.

    Com base nisso, o especialista disse que a "Rússia está ganhando a corrida espacial".

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    NASA pretende enviar foguetes nucleares para Lua com fim de reduzir viagem a Marte
    Rússia desenvolve espaçonave em forma de rosquinha para chegar à borda do Sistema Solar
    Espaçonave secreta dos EUA volta à Terra após misteriosa missão de 780 dias (FOTO)
    Tags:
    dependência, programa espacial, EUA, Rússia, foguete, corrida espacial
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar