12:23 05 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Militares da Guarda Nacional da Rússia na Praça Vermelha

    EUA ignoram poderio da Rússia, segundo antigo estrategista do Pentágono

    © Sputnik / Aleksei Filippov
    Análise
    URL curta
    16717
    Nos siga no

    Coronel reformado dos Estados Unidos, Terry Thompson, classifica a Rússia como uma "ameaça" ao seu país enquanto critica Washington por ignorar o poderio russo.

    Para Terry Thompson, o fato de o governo norte-americano não levar a sério a importância da Rússia no cenário atual é algo que põe em perigo a segurança dos EUA.

    O militar reformado e antigo estrategista do Pentágono ressaltou que a Rússia já não é a mesma que era no fim da Guerra Fria.

    "A Rússia possui o maior estoque de armas nucleares no mundo e não é mais uma entidade fragmentada após o colapso da União Soviética", escreveu Thompson em seu artigo no The Washington Times.

    Sendo assim, para Thompson, os EUA não devem ignorar as capacidades da Rússia. Ele ressaltou os avanços na área da defesa de Moscou, que permitem "atingir e destruir" os satélites dos EUA no espaço.

    "A Rússia está avançando na capacidade de alvejar e destruir os satélites dos EUA e ela não deverá parar por aí. A Rússia busca qualquer oportunidade para se aproveitar das fraquezas militares dos EUA", disse o ex-estrategista.

    Ameaça nuclear

    O militar também disse que, de acordo com um estudo feito pela Universidade de Princeton (Estados Unidos), a probabilidade de uma guerra nuclear entre os dois países aumentou consideravelmente.

    Complexo de míssil balístico nuclear intercontinental Topol
    © Sputnik / Aleksandr Kryazhev
    Complexo de míssil balístico nuclear intercontinental Topol

    Além do mais, se as tensões atingirem um ponto de não retorno, cerca de "34 milhões de americanos morreriam nas primeiras horas de um embate nuclear", segundo o militar.

    Dependência americana

    Um dos pontos de maior insegurança para os EUA seria a dependência que o país tem dos foguetes portadores russos, como o RD-180, segundo Thompson. Desde o fim da Guerra Fria, as autoridades espaciais americanas têm utilizado foguetes russos para enviar material e cosmonautas ao espaço.

    Na lógica de Thompson, os EUA deveriam produzir seus próprios foguetes, o que não tem recebido o apoio de todos os congressistas americanos, apesar do esforço da administração Trump.

    Sendo assim, Thompson critica a posição de tais congressistas por ignorarem questões ligadas à segurança dos Estados Unidos.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Sistema russo análogo ao SWIFT já conta com 8 bancos estrangeiros conectados
    Suécia reinaugura gigantesca base subterrânea por temer 'armas russas' (VÍDEO)
    Mais uma 'visita': avião militar dos EUA realiza voo de vigilância junto à costa russa do mar Negro
    Tags:
    estratégia, Rússia, poderio, EUA, guerra nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar