00:07 26 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Submarino russo Belgorod, lançado à água em 23 de abril de 2019 ano

    Especialista militar revela segredo do submarino russo Belgorod que impressionou Ocidente

    © Sputnik/ Pavel Lvov
    Análise
    URL curta
    17480

    As imagens recentemente divulgadas do novíssimo submarino russo Belgorod causaram furor nos EUA e na Europa. Apesar de que suas caraterísticas técnicas se mantêm em segredo, o analista militar russo explicou qual é sua peculiaridade principal.

    Várias mídias estadunidenses e alemãs ficaram muito impressionadas com o novíssimo submarino russo Belgorod, lançado à água no dia 23 de abril, destacando suas grandes dimensões e capacidade de realizar missões especiais completamente em segredo e portando drones Poseidon.

    Em entrevista à Agência Federal de Notícias russa, o analista militar do diário Komsomolskaya Pravda, Viktor Baranets, comentou que os EUA ainda desconhecem várias características do submarino.

    "A criação de projetos de hélices marítimas é uma das tecnologias mais interessantes e frequentemente mais secretas no mundo. Já por muitas décadas que o Ocidente tenta criar hélices marítimas que permitam a um submarino se deslocar rapidamente e produzir o mínimo de ruído", afirmou o especialista.

    Entretanto, ele destacou que "essa questão fundamental foi resolvida pelos engenheiros do Belgorod".

    Além disso, o especialista apontou para outra vantagem muito importante do novo submarino.

    "Os americanos estão preocupados que o nosso submarino seja silencioso, e visto que ele é portador de [drones] Poseidon, eles [os militares americanos] não conseguirão detectar o Belgorod debaixo d'água por seu nível de ruído, o que é vital para a localização do alvo e início do combate real", adicionou.

    Ademais, o analista militar indicou que o novíssimo submarino russo supera as capacidades técnicas de outros submarinos. Em particular, ele é capaz de alcançar velocidades de mais de 30 nós (56 quilômetros por hora), enquanto os submarinos comuns desenvolvem velocidades de 25-27 nós (46-50 quilômetros por hora).

    Além disso, os engenheiros russos desenvolveram sistemas hidroacústicos avançados que são superiores aos modelos anteriores. "Isso significa que nossos ouvidos e olhos ouvem e veem muito mais longe que os do adversário. Esse é um elemento importante para a vitória na guerra submarina", concluiu.

    Cruzador nuclear pesado russo Pyotr Velikiy no Mediterrâneo
    © Sputnik / Serviço de Imprensa da Frota do Norte/Andrey Luzik/USO EDITORIAL
    Vladimir Putin anunciou pela primeira vez o desenvolvimento de um drone nuclear promissor, o Poseidon, no ano passado. Segundo o presidente, esses drones podem ser equipados com ogivas convencionais ou nucleares, o que lhes permitirá atingir uma ampla gama de alvos, incluindo grupos de porta-aviões, fortificações costeiras e infraestruturas. O portador experimental do sistema é o submarino Belgorod, um projeto modificado do submarino nuclear polivalente 949A Antey (análogo ao submarino Kursk) com o código 09852.

    Mais:

    Novo submarino com torpedos únicos permite à Rússia 'dominar o mundo subaquático'
    Primeiro submarino transportador do Poseidon pode ser usado no Ártico
    Submarino soviético K-27: uma história de inovações e recordes
    Mídia: submarino nuclear britânico não sai para missão por uso de droga entre marinheiros
    Tags:
    drones, arma, submarino, Marinha, Europa, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar