23:06 23 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Quebra-gelo Healy dos EUA

    Ártico não é prioridade para EUA? Analista indica o que não lhes permite dominar a região

    © Foto: NASA/Kathryn Hansen
    Análise
    URL curta
    260

    A revista The National Interest conclui que os EUA estão absolutamente despreparados para defender seus interesses no Ártico. O cientista político russo indicou que razões impedem Washington de fortalecer suas posições na região.

    Mais cedo, a edição americana publicou um artigo que reconhece a impotência dos EUA de lutar pela região ártica. Entre os pontos fracos, a revista destacou a falta de orçamento, a ausência de uma frota de quebra-gelos e o equipamento e preparação insuficientes dos militares americanos.

    Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o diretor do Instituto de Estudos Políticos Aplicados russo, Grigory Dobromelov, comentou as razões de tal desenvolvimento da situação.

    "Tudo isso é bastante simples. Para a administração [do presidente dos EUA, Donald] Trump, o Ártico não é uma região prioritária. Trump ainda não apontou seu representante especial para o Ártico, e é pouco provável que o faça. Por exemplo, no período de [Barack] Obama ele era o (representante especial dos EUA para assuntos árticos) almirante Robert Papp. Assim, a administração Trump não está disposta a gastar dinheiro no Ártico, não há orçamento para fortalecer o agrupamento norte-americano no Ártico", explicou.

    "Ademais, os Estados Unidos não possuem a frota de quebra-gelos necessária, o que levou ao cancelamento de treinamentos — havia o perigo que os navios simplesmente ficassem presos no gelo. [Nesse caso] teriam que pedir [ajuda] ao lado russo, envolver quebra-gelos russos para os acompanhar."

    Nessa conexão, o especialista sublinhou que isso "seria realmente muito estranho — conduzir exercícios antirrussos e pedir ajuda a quebra-gelos russos".

    "Os Estados Unidos também têm bastantes projetos relacionados ao óleo de xisto e ao gás de xisto e, portanto, o Ártico não é uma prioridade para os Estados Unidos nas condições atuais", concluiu.

    Mais:

    China discorda de novas exigências da Noruega no Ártico
    Rússia construiu 710 mil m² de infraestrutura militar no Ártico, revela ministro da Defesa
    EUA não permitirão domínio da Rússia e China no Ártico
    Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia
    Tags:
    interesse nacional, recursos, prioridade, frota, quebra-gelo, The National Interest, Ártico, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar