19:56 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Explosão nuclear

    National Interest revela lugares onde 3ª Guerra Mundial pode se desencadear

    CC BY 2.0 / Maxwell Hamilton
    Análise
    URL curta
    21218
    Nos siga no

    Em 2019, o mar do Sul da China, a Ucrânia, o golfo Pérsico e a península da Coreia continuarão sendo as regiões mais quentes onde a Terceira Guerra Mundial pode começar, opina especialista militar norte-americano.

    Segundo escreve Robert Farley, professor do Colégio Militar dos EUA, em seu artigo na revista The National Interest, um dos "pontos quentes" é o mar do Sul da China, no qual se desenvolve um confronto entre os Estados Unidos e a China. Os dois países estão envolvidos em uma guerra comercial entre si, a luta está ocorrendo no quadro de sanções econômicas e disputas tarifárias, mas, levando em consideração o nível a que as relações bilaterais já se deterioraram, o conflito pode se escalar ainda mais, acredita o autor.

    De acordo com o autor, a Ucrânia é outro lugar provável onde a Terceira Guerra Mundial pode se inciar. Ele relembrou o recente incidente no estreito de Kerch, observando que isso causou um aumento de tensões na região. Ao mesmo tempo, o autor acredita que a Rússia provavelmente não está interessada em "violar o status quo" antes das eleições na Ucrânia, o que, por sua vez, pode introduzir incerteza na situação. Tendo em conta as contínuas tensões entre os Estados Unidos e a Rússia, Farley alerta que mesmo um pequeno choque pode destruir o fraco equilíbrio existente na região nos últimos anos.

    A terceira região "quente", segundo o professor, é o golfo Pérsico. Aqui, as tensões estão aumentando devido à pressão econômica dos EUA sobre o Irã, bem como aos conflitos no Iêmen e na Síria. Considerando a importância estratégica da região, qualquer instabilidade nesta zona pode levar a um confronto aberto entre os Estados Unidos, a Rússia e até a China, continua o autor.

    O quarto lugar de tensão é a península coreana, mesmo apesar das recentes iniciativas de paz dos EUA e da China, escreve o professor. Em sua opinião, as relações entre Washington e Pyongyang podem se deteriorar a qualquer momento. Além disso, outros atores regionais importantes — a China e a Japão — também têm diferentes posições a respeito da questão coreana.

    O agravamento das relações entre os Estados Unidos e a China "prenuncia desgraça" no futuro e, com o tempo, podem surgir "pontos quentes" em outras regiões, escreve o autor. Ao mesmo tempo, a crise da hegemonia militar dos EUA e da ordem mundial estabelecida indicam que o futuro próximo provavelmente se tornará mais perigoso do que o passado recente, conclui Farley.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Mídia: Reino Unido adota estratégia da Guerra Fria para combater 'ameaça' da Rússia
    Para acalmar guerra comercial, China e EUA terão reunião em janeiro
    Como guerra comercial entre China e EUA afetará países do Mercosul?
    Mídia chinesa afirma que caça russo MiG-35 está pronto para guerra moderna
    Tags:
    guerra comercial, escalada, tensões, conflito armado, Terceira Guerra Mundial, The National Interest, golfo Pérsico, Ucrânia, Oriente Médio, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar