06:13 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Caça norte-americano F-35

    Analista sobre compra de F-35: EUA pressionam Ancara para se distanciar de Moscou

    CC BY 2.0 / Heath Cajandig
    Análise
    URL curta
    212
    Nos siga no

    Segundo o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, Ancara pretende comprar caças F-35 norte-americanos em meio a preocupações de que a entrega possa ser cancelada.

    A Sputnik Internacional debateu com o especialista Abdullah Bozkurt sobre os planos da Turquia referentes à compra.

    Para o analista, a defesa aérea turca baseia-se muito na tecnologia americana, o que incluía os caças F-16 que pretendem que sejam substituídos ou reforçados pelos furtivos F-35.

    Nos últimos dois anos, houve problemas em relação à entrega e transferência dos F-35, basicamente devido à prisão pelas autoridades turcas de cidadãos dos EUA e por causa da transferência do sistema russo de mísseis de longo alcance S-400, ressalta o interlocutor.

    Bozkurt acredita que há grandes divergências entre os EUA e a Turquia quanto à questão da Síria, devido principalmente à falta de confiança americana no governo turco para reprimir os terroristas na Síria. Segundo ele, inicialmente, os americanos confiaram nos militares turcos para reprimir o Daesh, Al Qaeda (grupos terroristas proibidos na Rússia) e outros agrupamentos jihadistas, mas há provas que o governo turco está apoiando financeiramente e militarmente alguns grupos militantes.

    "Até agora, a nível tático, eles tiveram que confiar nas forças locais, apesar do fato de que o governo turco diz ‘nós vemos esse grupo como um grupo terrorista'. Então, acho que quando a poeira baixar na Síria poderemos ver uma convergência em vez de uma divergência entre os interesses turcos e americanos na Síria", disse.

    Em relação aos F-35, o analista concorda que, apesar do programa ser extremamente caro, esta é uma tecnologia stealth de nova geração e há muitas vantagens. Além disso, a aquisição do equipamento americano não implica apenas a compra da aeronave, mas também uma rede completa de suprimentos que são baseadas nessa tecnologia.

    "Portanto, se você sair do programa, não será fácil substituí-lo comprando outra aeronave de outro país", disse, explicando que as peças de reposição ou serviços de manutenção não serão compatíveis e isso seria um grande problema.

    Quanto às relações entre Ancara e Moscou, o especialista acredita que se as recentes observações do presidente turco refletem realmente o que ele pensa, "então o governo turco vai desistir do contrato russo, embora eles tenham jogado com isso".

    "Eu acho que os americanos estão realmente pressionando para o governo turco fazer uma escolha e voltar à aliança da OTAN e colocar alguma distância entre a Turquia e Moscou, mas isso não é fácil, é mais fácil falar do que fazer", concluiu.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Especialista militar analisa eventual duelo entre caças Su-57 e F-35
    Caça de 5ª geração americano F-35 é afastado dos testes de combate finais
    Marinha e Força Aérea britânicas disputam compra de novos caças F-35, diz mídia
    Japão se prepara para comprar 100 F-35 de olho em expansão militar chinesa, diz mídia
    Tags:
    divergências, tecnologia stealth, F-16, S-400, F-35, Recep Tayyip Erdogan, Síria, Rússia, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar