18:39 09 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Fragata USS Stark da classe Oliver Hazard Perry pertencente à Marinha dos EUA

    Análise: entregas de navios americanos à Ucrânia agravarão situação no país

    © AFP 2018 / MIKE NELSON
    Análise
    URL curta
    935

    Os EUA planejam vender à Ucrânia duas fragatas obsoletas que já saíram de serviço. O cientista político russo explica por que tal desenvolvimento da situação é completamente desvantajoso para o país.

    Recentemente, o comandante da Marinha ucraniana, Igor Voronchenko comunicou que Washington apresentou a Kiev uma proposta para lhe entregar fragatas descomissionadas da classe Oliver Hazard Perry.

    Nessa conexão, ele afirmou que a Marinha da Ucrânia está considerando o assunto, tendo em conta o estado dos navios e o preço de sua manutenção. Segundo destacou o chefe da entidade naval, a exploração de cada um dos navios custa aproximadamente US$ 25 milhões (R$ 93,5 milhões) por ano.

    Ao comentar a situação ao serviço russo da Rádio Sputnik, o cientista político russo Aleksandr Dudchak assegurou que as entregas de material militar estadunidense à Ucrânia não faz nenhum bem ao país, mas, ao contrário, cria uma "situação triste".

    "Na verdade, não há nada de novo. Mas, nesse caso a transferência de cacaréus velhos é diferente porque a Ucrânia, por qualquer razão, pede ajuda. No entanto, esse 'apoio' não é grátis. Este tipo de navios descomissionados já saiu de produção", declarou a especialista.

    Ao mesmo tempo, ele assegurou que este "não é um caso único":

    "[Os EUA] entregam também outro equipamento antigo, e em parte prometem [transferir] algum novo: helicópteros para a polícia, por exemplo,".

    Não obstante, na opinião do especialista, "aqui não há nada de bom porque [a Ucrânia] tem suas próprias capacidades, e as pessoas que poderiam trabalhar, realizando as encomendas, e receber salários, simplesmente não têm oportunidade de fazê-lo".

    "Em resultado", resume o cientista político, "o governo trabalha para outro país, enviando para o estrangeiro as encomendas que poderia fazer por si próprio. O mesmo ocorre em outras esferas. Portanto, é uma situação triste. A mão-de-obra parte para outros países exatamente porque não há emprego, e não há emprego porque os chefes do país distribuem encomendas para o estrangeiro".

    Mais:

    Ucrânia: existe perigo de uma 'grande guerra' com Rússia
    Secretário de Estado dos EUA promete ajudar Ucrânia na luta contra 'agressão russa'
    Depois de ameaçar, Ucrânia reconhece ser incapaz de construir base naval no mar de Azov
    Provocações podem levar a uma catástrofe na Ucrânia, diz político da Crimeia
    Tags:
    fragatas, material bélico, ajuda, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik