02:43 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump

    Análise: explicado por que política dos EUA é tão imprevisível

    © Sputnik / Serguey Guneev
    Análise
    URL curta
    180

    Imprevisibilidade dos EUA ocasiona preocupação profunda, declarou porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov. O professor da Universidade Estatal de São Petersburgo, Aleksandr Kubyshkin, falou com o serviço russo da Rádio Sputnik sobre o que estaria ligado à imprevisibilidade da política norte-americana.

    O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, declarou que a imprevisibilidade dos EUA ocasiona preocupação profunda em todos.

    "O fato de os EUA terem se tornado imprevisíveis nos últimos tempos não é segredo para ninguém, e todos estão falando sobre isso abertamente. Além do mais, esta imprevisibilidade de um país tão grande, dono da maior economia mundial, é, obviamente, profundamente preocupante para todos", afirmou Peskov em entrevista ao canal russo Dozhd.

    O professor da Universidade Estatal de São Petersburgo, Aleksandr Kubyshkin, falou com o serviço russo da Rádio Sputnik sobre as causas da imprevisibilidade da política norte-americana.

    "Há decisões espontâneas, que são tomadas pela atual administração de Trump, não apenas em relação às relações russo-americanas, mas também às relações com a UE, inclusive com seus aliados mais próximos."

    O professor destacou que não se trata de um só canal de relação, mas, sim, de toda a agenda global, acrescentando que "posicionamento de Trump, como pessoa que toma as decisões, é suficientemente limitado. E nos Estados Unidos continuam discutindo internamente sem conseguir encontrar fundamentos sólidos para conduzir política".

    De acordo com o analista, a confusão interna provoca a mudança permanente de membros da administração, a controvérsia com a mídia e com os concorrentes. Por outro lado, a imprevisibilidade tem sua própria lógica: "Trump continua manobrando e buscando pontos de apoio mais favoráveis na tentativa de alcançar objetivos esperados."

    Para Aleksandr Kubyshkin, isso causa questionamento, porque os interesses até mesmo dos parceiros mais próximos não são levados em conta. E, claro, causa questionamento na Rússia.

    Mais:

    Economista vê mão dos EUA na suspensão de bancos iranianos do sistema SWIFT
    Especialista explica como Moscou pode neutralizar ameaça nuclear dos EUA
    Secretário de Trump agradece oferta da Polônia para receber base militar dos EUA
    Após críticas de Trump, EUA reforçam apoio à OTAN diante de possível exército europeu
    Tags:
    Politico, relações exteriores, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik