00:33 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, faz comentários no início da cúpula da OTAN em sua nova sede em Bruxelas, na Bélgica

    'Criança mimada': em que podem resultar ameaças de Trump de abandonar OMC?

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Análise
    URL curta
    270

    Donald Trump não descartou que os EUA podem abandonar a Organização Mundial do Comércio (OMC) se a organização não mudar, indicando que dentro da OMC seu país está em grande desvantagem por ter sido tratado "muito mal" pela organização durante anos.

    Em entrevista à Sputnik Turquia, analistas comentaram as declarações do presidente americano, bem como prováveis consequências da saída dos EUA da OMC.

    Segundo o observador político Cetin Unsalan, Trump estaria tentando pressionar a OMC.

    "É muito pouco provável que a administração norte-americana na verdade o faça [sair da organização] e resolva ficar jogada fora do sistema atual. Acho que se trata de uma tentativa de adaptar a estrutura da OMC em conformidade com seus interesses. Mas se os EUA decidirem sair da organização, tal dará início oficial ao período de recessão e protecionismo", assinalou o especialista. 

    Por sua vez, o analista financeiro da empresa GSM Menkul Kiymetler, Enver Erkan, aponta que, pelo visto, "Trump não está contente com o equilíbrio no comércio internacional".

    Ele recordou que, ao assumir o poder, Trump cancelou vários acordos comerciais com estruturas internacionais e passou a assinar acordos bilaterais. Erkan exemplificou o recente acordo entre EUA e México, contornando a NAFTA. 

    "É provável que em breve Trump anuncie um pacote de medidas restritivas no valor de US$ 300 bilhões [R$ 1,2 trilhão], o que afetará o equilíbrio no comércio internacional de forma negativa. Tal pode resultar em desvantagens à indústria manufatureira dentro dos EUA, bem como ter um efeito negativo sobre a economia dos países asiáticos em desenvolvimento", assinalou.

    Enver Erkan disse que nesta situação, "Trump se comporta como uma criança mimada da OMC. Ele toma uma postura rígida em relação à organização para reforçar suas posições".

    "Trump acredita que a OMC assegura uma proteção insuficiente aos interesses dos EUA, e que o resto do mundo, através dessa organização, prejudicam os EUA. Em resultado, uma série de passos impensados de Trump levou às discrepâncias em assuntos comerciais praticamente com todos os atores mundiais. No fim das contas, uma coisa é evidente: se os EUA continuarem ameaçando sair da OMC, tal não resultará em nada além do prejuízo à economia mundial", frisou o especialista.

    Erkan concluiu que não é preciso levar em consideração as afirmações de Trump sobre a provável saída dos EUA da organização, dado que tal decisão há de ser aprovada pelo Congresso. "Acredito que neste caso, a iniciativa não será apoiada por ninguém, até mesmo pelos republicanos", ressaltou.

    Mais:

    Analista indica em que podem resultar tentativas dos EUA de 'destruir' OMC
    EUA reclamam na OMC de resposta russa a recentes tarifas adotadas por Washington
    EUA lançam disputa na OMC contra tarifas retaliatórias da China, União Europeia e Canadá
    Tags:
    OMC, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik