02:57 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Base militar russa de Hmeymim, Síria

    'Experiência colossal': especialista comenta ações das tropas russas na Síria

    © Sputnik / Dmitri Vinogradov
    Análise
    URL curta
    2320

    O presidente russo, Vladimir Putin, contou sobre a retirada das tropas russas da Síria. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em ciências políticas, Dmitry Evstafiev, opinou que os militares russos demonstraram um novo nível de interação no país árabe.

    Nesta quinta-feira (28), Vladimir Putin, em um encontro no Kremlin com os melhores finalistas de estabelecimentos de ensino militar da Rússia, comentou a retirada das tropas russas da Síria.

    De acordo com ele, nos últimos dias, da Síria foram retirados 13 aviões, 14 helicópteros, além de 1.140 militares. Putin acrescentou que a experiência ganha pelos militares russos na operação antiterrorista será utilizada na preparação militar, bem como na resolução das tarefas mais difíceis durante manobras militares na Rússia.

    Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em ciências políticas, Dmitry Evstafiev, assinalou que os militares russos ganharam nessa operação uma experiência inapreciável.

    "Na Síria, as tropas russas ganharam uma experiência colossal de ações de combate assimétricas, tendo um adversário bem armado e bem preparado e em condições de uso em massa de meios digitais de apoio às ações de combate. Isso é o mais importante, pois nós podemos dizer que as tropas russas efetuaram ações de combate precisamente na área digital, utilizando novas formas e métodos", assinalou o especialista.

    Destacando a importância da experiência no uso de novas formas de ações de combate, como a antiguerrilha, Evstafiev falou sobre a da interação entre as componentes aérea e terrestre das Forças Armadas russas.

    "Acredito que na Síria mostramos um nível completamente novo dessa interação, que há de ser continuar a ser reforçada e desenvolvida", ressaltou o analista.

    A Rússia se envolveu na operação em 2015, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad. Depois do avanço significativo, em dezembro de 2017, Vladimir Putin acionou a retirada das tropas russas do país árabe.

    Durante a operação, os pilotos russos realizaram mais de 30 mil missões de combate, tendo efetuado mais de 92 mil ataques e atingindo 96 mil alvos terroristas.

    Além disso, a Rússia testou mais de 200 exemplares de novos equipamentos militares no decorrer das ações militares na Síria.

    Mais:

    Análise: 'Por pressão midiática, Israel deve continuar derramamento de sangue na Síria'
    Relatório da OPAQ sobre instalações científicas na Síria é 'cínico e politizado'
    Frente al-Nusra ataca povoações no sul da Síria que passaram para o lado do governo
    Tags:
    tropas, experiência, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik