02:52 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Míssil Kh-101 lançado pelo avião Tupolev Tu-95MS

    'Está claro quem tem 'stealth' e precisão', diz analista sobre novo míssil dos EUA

    © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia
    Análise
    URL curta
    6212

    Previamente foi divulgado que o Exército dos EUA receberá o novo míssil da classe ar-terra Joint Air-to-Ground Missile (JAGM, sigla em inglês).

    O analista militar Aleksei Leonkov, em entrevista concedida ao serviço russo da Rádio Sputnik, comentou sobre as particularidades das novas munições, enfatizando que há análogos na Rússia que superam o desenvolvimento norte-americano.

    "Como sabemos, o sistema de defesa antiaérea que protege Damasco abateu a maioria dos mísseis, inclusive mísseis desses. O desenvolvedor da empresa Lockheed Martin afirma que esse tipo de munição possui a chamada tecnologia 'stealth', que reduz a probabilidade de ser detectado pelos sistemas de defesa antiaérea e assim facilita o cumprimento de múltiplas tarefas. Sua característica de voo é em baixa altitude em direção ao alvo e provavelmente o míssil herdará de seus antecessores – mísseis de cruzeiro Tomahawk – suas cargas de combate; o alcance é de até 1.200 quilômetros", explicou.

    Ele acrescentou que esse míssil está substituindo os sistemas norte-americanos anteriores, no entanto, a Rússia possui análogos correspondentes – os mísseis Kh-55 e Kh-101, cujas características superam o desenvolvimento norte-americano.

    "Quanto à precisão, testamos estes mísseis na Síria, e eles comprovaram serem produtos de alta precisão. Há um detalhe: os serviços de inteligência dos EUA não conseguiram detectar o lançamento dos nossos mísseis. Portanto, fica evidente quem tem 'stealth' e precisão", concluiu Leonkov.

    Mais:

    Putin: o míssil Avangard estará operacional em breve, o Sarmat- daqui a 1 ano
    Rússia cria bomba aérea capaz de se converter em míssil (FOTOS)
    Míssil secreto? Objeto misterioso aparece sobre base naval nos EUA (FOTOS)
    Tags:
    armas de alta precisão, mísseis, Kh-101, Kh-55, Exército dos EUA, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik