11:31 18 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Doha, capital do Qatar

    Especialista: plano da Arábia Saudita de tornar Qatar uma ilha está condenado ao fracasso

    © REUTERS / Stringer
    Análise
    URL curta
    0 40

    Os planos da Arábia Saudita para tornar seu vizinho em uma ilha não somente vão fracassar de forma espetacular, mas também contribuirão para a "vitória" do Qatar, opinou o analista britânico Martin Jay entrevistado pelo canal RT.

    "Qatar é um vencedor por ter resistido com êxito aos golpes da Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito", afirmou o analista. Apesar de se ver obrigado a mudar seus parceiros comerciais e a estruturar novas relações com a Turquia, Irã e outros países, Qatar conseguiu reformar e modernizar sua economia, o que, por sua vez, levou o resto do mundo a considerar seu isolamento com ceticismo.

    De acordo com Jay, o bloqueio promovido pelos sauditas revitalizou o país isolado graças às ações do atual emir do país, Sheikh Tamim bin Hamad Al Thani, visto pelos qatarenses como um "Che Guevara iconoclasta".

    Da mesma forma, "os sauditas têm inveja das riquezas de gás do Qatar e do papel que Al Jazeera desempenha na agenda informacional", assegurou o analista.

    "O Qatar provou a liberdade e, ao se livrarem da grilheta da política exterior de intimidação saudita, está aproveitando cada minuto de seu brilhante novo estado", assinalou Martin Jay.

    De acordo com Jay, os sauditas acreditam que, apesar dos custos de imagem da tentativa de transformar o Qatar em um estado fracassado, eles precisam de um novo plano que distraia a mídia dos problemas internos que o país enfrenta. O jornalista é de opinião que "o firme plano de construção do canal na fronteira com o Qatar", avaliado em quase US$ 1 bilhão (R$ 3,8 bilhões), é "uma mensagem definitiva ao Qatar que qualquer ligação terrestre com Riad será cortada para sempre".

    O analista acredita que os sauditas estão novamente subestimando seu vizinho. Na opinião dele, "uma grande cobertura informacional" do canal criaria “uma sombra conveniente sobre os problemas mais profundos do Reino”.

    A mídia saudita é "uma máquina" que "funciona muito bem" para benefício do país, segundo Jay. A notícia sobre a autorização que permite às mulheres sauditas dirigirem é um bom exemplo, já que a mídia local exagera cada detalhe da história para nos dar uma ideia que Riad é um país "moderno". O mesmo se aplica ao plano de isolamento do Qatar. Os sauditas pensam que "ao inundar a mídia regional com a banalidade de um projeto de construção” do canal, a mídia internacional "copiará e publicará tudo de forma diligente", assinalou Jay.

    A Arábia Saudita anunciou sua intenção de construir um grande canal que isolaria o Qatar e o tornaria em uma ilha. Prevê-se que o trabalho seja executado ao longo de 60 quilômetros, da cidade de Salwa à área de Jur al Adid. Localizado a um quilômetro da fronteira entre os dois países, o canal teria 200 metros de largura e entre 15 e 20 metros de profundidade.

    Mais:

    'É uma decisão soberana': Qatar responde à suposta ameaça de Riad pela compra dos S-400
    Senador russo: postura da Arábia Saudita não afetará fornecimento de S-400 a Qatar
    Arábia Saudita teria ameaçado Qatar com 'ação militar' por causa de mísseis russos S-400
    Tags:
    fracasso, canal, ilha, Arábia Saudita, Qatar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik