23:29 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Construção do gasoduto North Stream 2 (Corrente do Norte 2)

    Especialista avalia chances de EUA impedirem construção de gasoduto entre Rússia e Europa

    © AP Photo / Stefan Sauer/dpa
    Análise
    URL curta
    14343

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, afirmou que os EUA devem continuar impedindo o desenvolvimento do projeto North Stream 2 (Corrente do Norte 2). Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, especialista comentou a situação

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, durante os debates sobe o plano orçamental do país para o ano que vem, afirmou sobre a necessidade de tomar passos contra a construção do North Stream 2.

    De acordo com ele, a União Europeia está limitada em suas possibilidades de se opor a Moscou devido à dependência do gás russo.

    "Temos uma possibilidade real de diminuir essa dependência da Rússia através de várias opções", assinalou o titular.

    Na semana passada, a representante do Departamento de Energia do Departamento do Estado, Sandra Oudkirk, afirmou que Washington tenciona não permitir a construção do North Stream 2. Durante seu discurso em Berlim, ela afirmou que os EUA podem impor sanções contra os participantes do projeto de construção do gasoduto.

    Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o diretor do Instituto de Energética Nacional, Sergei Pravosudov, comentou a situação.

    "Os EUA nunca esconderam que são contra o North Stream 2, tal como eram contra o North Stream 1 e como eles sempre foram contra todos os gasodutos que ligam a Rússia à Europa", recordou Pravosudov.

    "Porém, só conseguiram [impedir a construção] no caso do South Stream [Corrente do Sul], porque países tais como a Bulgária e a Sérvia são incapazes de resistir à pressão dos EUA. Mas os alemães sempre defenderam e continuam defendendo seus interesses […] Sendo assim, não acho que os norte-americanos conseguirão avançar muito neste rumo. Em qualquer caso, até agora nenhum presidente norte-americano conseguiu fazê-lo", ressaltou Sergei Pravosudov.

    O gasoduto Nord Stream 2 é um projeto conjunto das empresas Gazprom russa, Engie (França), OMV AG (Áustria), a anglo-holandesa Royal Dutch Shell e as alemãs Uniper e Wintershall.

    O gasoduto poderá transportar 55 bilhões de metros cúbicos de gás natural da Rússia para os países europeus através do fundo do mar Báltico até à Alemanha. O projeto foi desenvolvido para evitar o transporte de gás pelo território da Ucrânia.

    Mais:

    Rússia está entre países que podem exigir US$ 3,5 bi em indenização dos EUA sobre tarifas
    EUA têm medo que Rússia e China 'enganem' seus satélites espiões
    Tags:
    gasoduto, Mike Pompeo, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik