05:56 24 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Agente do serviço secreto perto da Casa Branca em Washington

    'Dizendo que Rússia tem algo comprometedor contra Trump, EUA resolvem muitos problemas'

    © AP Photo/ Andrew Harnik
    Opinião
    URL curta
    360

    Ex-chefe da CIA opina que a Rússia tem "algo comprometedor" contra o presidente norte-americano Donald Trump. O cientista político Ildus Yarulin comenta estas suposições em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    "Digo que talvez os russos tenham algo e é por isso que Trump fica preocupado. Ele sabe melhor do que todos nós se os russos têm algo contra ele ou não", disse o ex-chefe da CIA, John Brennan, citado pelo jornal The Hill.

    Brennan fez esta declaração depois da conversa telefónica entre Vladimir Putin e Donald Trump, em que o presidente norte-americano felicitou o seu homólogo por ocasião da reeleição.

    Na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o cientista político Ildus Yarulin, da Universidade Estatal do Pacífico, fala do que pode estar por trás desta campanha contra Donald Trump.

    "Em primeiro lugar trata-se das eleições para o Congresso dos EUA em novembro. Se os democratas conseguirem obter a maioria, vão 'derrotar' Trump. Por isso, agora se faz tudo o possível para estragar essa campanha eleitoral, acusar Trump de quaisquer ligações à Rússia, de ele gostar de Putin", opina Yarulin.

    Ele também disse que, caso contrário, se os democratas perderem, Trump ganhará chances de um segundo mandado. Para evitar isso, faz-se tudo para o "deitar abaixo" logo no início. O analista sublinha: "Acusando Trump de 'ligações à Rússia', nos EUA resolvem muitos problemas internos".

    Vários políticos norte-americanos, em particular John McCain, criticaram o presidente norte-americano por ele ter felicitado Vladimir Putin pela reeleição na Rússia. Além do mais, os conselheiros de Trump o aconselharam a limitar os contatos com o presidente russo. Mas Trump declarou em resposta que os EUA precisam de boas relações com a Rússia.

    Mais:

    Casa Branca nega que Trump vá demitir Robert Mueller, que investiga 'conluio' com a Rússia
    Trump quer reunião com Putin para discutir 'corrida armamentista' entre os dois países
    Sem parabéns: Trump não pretende ligar para Putin após vitória nas eleições
    Tags:
    eleições, problemas domésticos, Congresso dos EUA, CIA, Donald Trump, Vladimir Putin, John Brennan, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik