21:39 23 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Imagem do novo drone submarino russo mostrada durante a mensagem anual de Vladimir Putin à Assembleia Federal Rússia

    Para que urso mostra suas garras: mídia alemã analisa implicações do novo arsenal russo

    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Opinião
    URL curta
    Novo arsenal da Rússia (40)
    8241

    Em sua polêmica com o líder norte-coreano, o presidente dos EUA, Donald Trump, falou sobre quem possui o maior botão nuclear. Agora, essas palavras agora exigem uma revisão na sequência do discurso de Vladimir Putin e da revelação do novo armamento russo de tecnologia de ponta, assinalou o jornal alemão Stern.

    Enquanto o discurso do presidente russo em 1º de março abordou vários tópicos relevantes para o desenvolvimento nacional, Putin apresentou também os mais recentes desenvolvimentos do equipamento militar russo, o que atraiu uma grande atenção por parte da mídia internacional, assinalou o autor do artigo, Gernot Kramper.

    O líder russo enfatizou que os novos tipos de armas russas são "invencíveis" para os meios da defesa contemporâneos e promissores.

    De fato, os especialistas não ficaram muito surpresos já que a Rússia reiterou repetidamente que estava desenvolvendo e fabricando armas para contrariar as crescentes ameaças militares contra ela.

    Quão perigosas são as armas russas? 

    O autor qualificou as novas armas russas como "muito perigosas" e acrescentou que, embora não proporcionem à Rússia "o poder sobre o mundo", elas permitem que Moscou se contraponha aos EUA em qualquer conflito.

    Kramper reiterou que os planos militares da Rússia nunca foram um segredo e que o "status quo" não mudou: tal como antes – na época da Guerra Fria – uma vez lançados os mísseis estratégicos, eles já não poderão ser interceptados.

    "Mas se imaginarmos que o escudo antimíssil norte-americano na Europa foi instalado não contra os mísseis imaginários iranianos, mas contra os russos, então, há de constatar que a tentativa dispendiosa de Washington de neutralizar o arsenal estratégico da Rússia acabou sofrendo uma derrota", opinou o jornalista.

    O "perigo real" para os EUA e os países do Ocidente radica não na capacidade da Rússia de lançar um ataque nuclear devastador, mas nas armas hipersônicas russas.

    Enquanto "pode-se duvidar que um míssil a propulsão nuclear esteja pronto para ser implantado", os mísseis Kinzhal e Avangard parecem demonstrar a superioridade da Rússia contra qualquer concorrente neste campo, acredita o autor.

    A este fato soma-se uma notável mudança de posição do Kremlin no que se trata das exportações do equipamento bélico mais sofisticado, como o sistema antiaéreo S-400.

    "Se Vladimir Putin tornar as armas hipersônicas disponíveis para venda […] Sua proliferação diminuirá consideravelmente a capacidade dos EUA de utilizarem sua força militar esmagadora em todos os cantos do planeta", conclui Kramper.

    Tema:
    Novo arsenal da Rússia (40)

    Mais:

    Armas hipersônicas da China ameaçam toda frota de superfície dos EUA
    Analista estima quando EUA poderão criar análogos de novas armas russas
    'Ocidente não gosta que Rússia tenha poderosas armas modernas por simples razão'
    Tags:
    potência, arsenal, armas, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik