17:04 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Porta-aviões dos EUA, USS Carl Vinson, no porto de Danang, Vietnã, 5 de março

    Qual é o objetivo da entrada de porta-aviões dos EUA em porto vietnamita?

    © REUTERS / Kham
    Análise
    URL curta
    19728

    Pela primeira vez em 40 anos, o porta-aviões norte-americano USS Carl Vinson, chegou ao Vietnã.

    Prevê-se que o porta-aviões norte-americano, acompanhado pelo cruzador de mísseis Lake Champlain e o destroier Wayne E. Meyer, permaneça no porto central do Vietnã durante cinco dias.

    Segundo sublinhou o jornal Tuoi Tre, a atual presença militar dos EUA no país asiático é a maior desde o fim da Guerra do Vietnã.

    Vladimir Terekhov, especialista em assuntos da região Ásia-Pacífico, falando com serviço russo da Rádio Sputnik, opinou como se pode explicar o fato dessa chegada dos navios de guerra dos EUA ao Vietnã.

    "Hoje em dia o Vietnã tem uma posição bem benevolente em relação aos EUA. A razão é bem simples: o Vietnã tem relações bastante difíceis com a China, apesar de serem parceiros comerciais", destacou.

    Terekhov sublinhou que a mesma coisa pode ser observada com outros vizinhos da China, tais como as Filipinas e Indonésia. Para estes países, Pequim é o principal parceiro comercial e, ao mesmo tempo, a principal fonte de desafios em política externa. Todos estes países têm pretensões quanto às ilhas no mar do Sul da China.

    Especialista lembrou que, após a decisão do Tribunal de Haia, que não satisfez a demanda da China sobre as áreas disputadas, os navios dos EUA aparecem bastante frequentemente nas águas do mar do Sul da China.

    "É uma espécie de ação demonstrativa, uma demonstração da presença dos EUA por toda a parte onde, como eles dizem, o direito internacional não lhes proíbe", frisou Terekhov.

    De acordo com o analista, a regulação das relações entre EUA e Vietnã se iniciou na década passada e está em desenvolvimento. Não se pode dizer que Hanói e Washington sejam aliados, prosseguiu, mas o Vietnã saúda a entrada dos navios norte-americanos.

    "Anteriormente foram apenas fragatas e destroieres, mas agora é um porta-aviões nuclear. A entrada de um navio de tais dimensões em um dos principais portos vietnamitas é, realmente, a primeira vez em 40 anos, desde a Guerra do Vietnã, mas em geral não se trata de algo surpreendente.

    A Guerra do Vietnã decorreu entre o fim dos anos 50 e 1975. As primeiras tropas norte-americanas chegaram ao país em 1961. Os Estados Unidos perderam nessa guerra cerca de 58 mil efetivos, 1700 pessoas ainda são consideradas como desaparecidas.

    Mais:

    Porta-aviões dos EUA no Vietnã: saiu como inimigo, regressa como parceiro
    Hora de Pequim se preocupar: Vietnã se aproxima cada vez mais dos EUA
    Marinha dos EUA volta ao Vietnã após 40 anos
    Tags:
    porta-aviões, USS Carl Vinson, China, Vietnã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik