21:33 19 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Radar (imagem referencial)

    Analista: Estados Unidos incentivam corrida armamentista para dominar espaço

    CC0 / Pixabay
    Análise
    URL curta
    124

    Os Estados Unidos estarão preparados para qualquer conflito que ocorra no espaço, afirmou o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, H. R. McMaster. Sua afirmação veio após o vice-presidente do país, Mike Pence ter dito que os EUA devem ser dominantes no espaço, comentou analista para a Sputnik.

    O investigador pós-doutorado da Faculdade de Direito, Economia e Finanças da Universidade de Luxemburgo, P.J. Blount, acredita que os Estados Unidos não é o único país a querer dominar o espaço. Ele lembra sobre a corrida espacial entre a URSS e os EUA no século passado, que tinha por objetivo exatamente dominar o espaço, então este assunto não é novo.

    Segundo especialista, o crescente interesse dos Estados Unidos pelo espaço inevitavelmente fará com que a Rússia e a China também se envolvam nesta corrida armamentista.

    Apesar disso, Blount acredita que no momento nenhuma das partes não querem avançar com a militarização do espaço, pois entendem que qualquer aumento de suas capacidades, incentivará outros países a fazer a mesma coisa.

    Na opinião de Blount, um conflito no espaço é pouco provável por enquanto e dependerá em grande parte do que acontece em terra. Um dos problemas mais agudos nas relações entre a China e os EUA é o assunto de Taiwan, exemplifica o analista.

    "O apoio dos EUA a Taiwan como um Estado e a insistência da China de que o território é parte sua, é um possível foco de conflito geopolítico. Se o conflito começasse, sem dúvidas incentivaria a China a atacar os EUA, pois os EUA talvez contem com isso", opinou o interlocutor da Sputnik Internacional.

    Recentemente, houve relatórios de que a Força Aérea norte-americana pretende instalar armas nucleares no espaço. No entanto, indica Blount, isso é ilegal conforme a lei internacional e tanto os EUA, como a Rússia e a China entendem que a ideia é muito perigosa.

    Mesmo assim, acrescenta, Washington está novamente considerando os planos sobre a defesa de mísseis espacial.

    "É uma coisa muito cara para fazer e tecnologicamente difícil para realizar, mas é uma ideia em que os EUA continuam voltando, estando na agenda desde os anos 80", comentou.

    Na quarta-feira (21), o assessor norte-americano de Segurança Nacional, Herbert MacMaster, afirmou que os EUA estão aumentando o financiamento de suas capacidades de defesa no espaço sideral e planejam um ataque do espaço com "cajado de Deus" — hastes de ligas sólidas.

    Mais:

    China vai destronar os EUA como a maior nação de energia nuclear, diz agência
    China, EUA e Rússia podem decidir o futuro do Afeganistão no Uzbequistão
    Para que EUA, China e Rússia tentam dominar perigosa tecnologia para abater satélites?
    Tags:
    corrida espacial, corrida armamentista, Taiwan, China, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik