11:17 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados da OTAN no tanque alemão Leopard 2 participam dos exercícios da Aliança, Lituânia

    'Ponta de lança' da OTAN: será que exército alemão representa uma ameaça para Rússia?

    © AP Photo/ Mindaugas Kulbis
    Análise
    URL curta
    774
    Nos siga no

    A Alemanha pretende desempenhar um papel mais ativo na OTAN apesar de enfrentar uma significativa falta de financiamentos e pessoal. Ex-tenente-coronel opinou em entrevista à Sputnik que por estas razões as Forças Armadas alemãs não representam uma ameaça para a Rússia.

    No início de 2019, a Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) deve desempenhar o papel-chave na criação da Força-Tarefa Conjunta de Prontidão Muito Alta na Europa Oriental. Esta unidade da Aliança se chama também de "ponta da lança". A nova sede da OTAN também está prevista ser construída na Alemanha, segundo informou na quarta-feira (14) a ministra da Defesa, Ursula Gertrud von der Leyen.Porém, a mídia relata a escassez na Bundeswehr de tanques capazes de combater.

    Segundo informou a edição Die Welt, citando um documento secreto do Ministério da Defesa, a 9ª brigada blindada da Bundeswehr tem 44 tanques Leopard 2, mas apenas 9 destes estão operacionais, de 14 veículos blindados de transporte Marder só três estão aptos para o combate. Isso se deve à falta de peças e altos custos de manutenção técnica.

    Além disso, de acordo com o documento, piorou o estado dos caças Eurofighter, Tornado e helicópteros de transporte.

    O ex-tenente-coronel da Bundeswehr, Jurgen Rose, comentou à Sputnik que no documento em questão se trata inclusive do futuro orçamento do Ministério da Defesa e das Forças Armadas, querendo estas receber a maior soma possível, pois agora a Alemanha "tem muita Bundeswehr para pouco dinheiro".

    Como sublinhou o tenente-coronel, agora a Bundeswehr dispõe apenas de 300 tanques comparados com os 3 mil que havia depois de terminada a Guerra Fria, acrescentando que a Rússia pode "relaxar".

    "Os altos funcionários da Rússia podem relaxar devido a situação pouco agradável da Bundeswehr e seus problemas significativos", disse Rose à Sputnik Alemanha, ressaltando que as Forças Armadas alemãs não representam uma grande ameaça.

    Mesmo assim, o militar aconselha a não subestimar as capacidades da Alemanha e OTAN, que poderão resolver rapidamente a situação caso ocorra uma situação de conflito.

    O fato da estrutura militar da OTAN e Alemanha ser tão grande se deve as "supostas agressividade e ambições de grande potência da Rússia", além das centenas de militares que ganham muito dinheiro com isso, conclui.

    Mais:

    OTAN confirma aumento da presença militar dos EUA na Europa
    Alemanha começa construção de maiores navios para Marinha de Israel
    Tags:
    forças armadas, Bundeswehr, OTAN, Europa Oriental, Rússia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar