15:34 17 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    15131
    Nos siga no

    O presidente da Conferência de Segurança de Munique alertou para um grande risco de conflitos militares indesejados.

    O presidente da Conferência de Segurança de Munique, Wolfgang Ischinger, em uma entrevista à estação de rádio Deutschlandfunk, compartilhou uma imagem sombria da situação política atual.

    "Nunca antes, desde o fim da União Soviética, corremos um risco tão alto de confrontação militar entre as grandes potência", observou Ischinger.

    Em particular, o especialista destacou que a desconfiança entre os líderes em Moscou e Washington está em um nível "abismal" e que, portanto, a atual situação de segurança "não poderia ser pior".

    O presidente da cúpula explicou que, nos tempos atuais, o risco de mal-entendidos e erros de cálculo podem levar a conflitos militares indesejados. "Seria o maior conflito nos últimos 30 anos", disse Ischinger.

    Ischinger preside a Conferência de Segurança de Munique, que começou nesta sexta-feira e conta com a participação de cerca de 450 personalidades de diferentes esferas sociais, de políticos a economistas, acadêmicos ou representantes de ONGs, além de membros do mundo acadêmico ou membros da mídia.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Operação norte-americana no Afeganistão é 'guerra invencível', diz analista
    Almirante norte-americano alerta sobre guerra com China
    Exército dos EUA estaria se preparando para guerra terrestre de grande escala
    Chefe da OTAN: 'não queremos Guerra Fria ou corrida armamentista com a Rússia'
    Tags:
    especialista, Conferência de Segurança de Munique, Wolfgang Ischinger
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar