18:37 26 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Bilionário George Soros durante reunião em Bruxelas

    'Intervenção elitista e anti-UE de Soros desafia vontade de cidadãos britânicos'

    © AFP 2018/ OLIVIER HOSLET
    Análise
    URL curta
    760

    O grupo pró-União Europeia, que quer rever os resultados do referendo Brexit, recebeu mais de 400.000 libras esterlinas (1,8 milhão de reais) do bilionário norte-americano George Soros, segundo comunica a mídia local.

    A Sputnik Internacional falou com o membro do UKIP (Partido de Independência do Reino Unido) Bill Etheridge sobre a propina recebida e por que Soros pode estar tentando influenciar a saída do Reino Unido da União Europeia.

    Bill Etheridge acredita que Soros não tem direito de intervir no processo democrático ao apoiar um movimento elitista que está tentando desafiar a vontade dos cidadãos britânicos.

    Para ele, trata-se de um claro exemplo de influência externa, mais precisamente da influência de pessoas ricas e de corporativistas da elite que estão dispostos a oprimir pessoas pelo poder global; "ele [Soros] é um ótimo exemplo", acrescenta.

    Bill Etheridge não acredita que acordos devam ser realizados, "pois a única coisa que deve ser feita é simples saída da UE", adicionando que "se eles querem perder dinheiro tentando mudar a mente dos britânicos, podem continuar", mas que as tentarias não resultarão em nada, pois a cada pessoa comprada, 100 serão a favor da liberdade.

    O político não se mostrou surpreso com a transação de dinheiro por ser "realidade". "Não é uma tática assustadora, é um fato", mas se mostrou contente por mídias terem escrito sobre isso, pois acredita "que eles devem ser expostos pelo o que eles são".

    Mais:

    Soros reprova dependência que Facebook e Google causam nas pessoas
    Trump pode destruir 'toda a civilização' em disputa com Coreia do Norte, diz Soros
    George Soros 'se rende' na luta teimosa contra Rússia, aceitado realidade
    Tags:
    dinheiro, elite, financiamento, Brexit, George Soros, Reino Unido, União Europeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik