10:13 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    HMS Duncan

    Analista militar: está sendo preparada provocação no mar Negro

    © Foto : Assessoria de imprensa da Marinha ucraniana
    Análise
    URL curta
    13616

    Um destróier britânico acaba de entrar no mar Negro. A situação na região está virando mais tensa, opina o analista militar russo Aleksandr Zhilin.

    O navio de guerra britânico HMS Duncan, equipado com mísseis Tomahawk, entrou nas águas do mar Negro. O destróier britânico é escoltado pela fragata turca Gaziantep.

    No início do janeiro, outro destróier, o norte-americano USS Carney, já havia realizado treinamentos com aviação naval ucraniana. O objetivo de manobras foi "aperfeiçoar a coordenação de competências e capacidades navais dos aliados e parceiros da OTAN".

    Em 13 de janeiro navio norte-americano deixou o mar Negro. Esta não foi a primeira vez que este navio visitou a Ucrânia. Em julho de 2017, já havia participado dos treinamentos militares Sea Breeze 2017, nas quais, além do USS Carney, estiveram envolvidos o cruzador Hue City, um avião Boeing P-8 Poseidon e cerca de 800 marinheiros e fuzileiros navais norte-americanos.

    Aleksandr Zhilin, analista militar, comenta para o serviço russo da Rádio Sputnik a intensificação das forças dos EUA e do Reino Unido no mar Negro.

    "Nesta região ocorre um aumento da tensão. Esta tensão está sendo considerada pelos países anglo-saxónicos como possibilidade de pressionar a Rússia, por isso se realizam tais ações provocatórias", declarou.

    Para Zhilin, tal provocação de grande escala, com a participação dos EUA e Reino Unido, está relacionada com as declarações de Kiev quanto à Crimeia e Donbass.

    "Podemos tirar a conclusão de que o Reino Unido e os EUA estão por trás desta provocação de grande escala e são seus iniciadores. Piotr Poroshenko, [presidente da Ucrânia], é apenas o executor", resumiu o analista.

    Mais:

    Ucrânia realiza primeiros testes do novo míssil de cruzeiro (VÍDEO)
    EUA e Ucrânia podem produzir armas em conjunto, diz Poroshenko
    Opinião: Ucrânia 'ofereceu' segurança aos EUA
    Tags:
    tensão, destróier, navio de guerra, Reino Unido, Rússia, Ucrânia, mar Negro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar