14:07 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Bombardeiros Su-24 da Força Aeroespacial da Rússia na base aérea em Hmeymim, Síria

    Analista: Ocidente se esconde atrás de mentira sobre Força Aeroespacial da Rússia na Síria

    © Sputnik/ Dmitriy Vinogradov
    Opinião
    URL curta
    5170

    A Força Aeroespacial da Rússia na Síria não ataca povoados, segundo o Ministério da Defesa russo, que publicou um vídeo dos ataques ao Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) em Idlib. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o cientista político militar Oleg Glazunov notou que estas imagens não serão mostradas na mídia ocidental.

    O representante oficial do Ministério da Defesa russo, o major-general Igor Konashenkov, desmentiu as declarações do Observatório Sírio de Direitos Humanos, baseado em Londres, sobre ataque da Força Aeroespacial da Rússia a povoados na província síria de Idlib.

    "A aviação da Força Aeroespacial da Rússia na Síria não ataca povoados. As declarações do Observatório com referência em 'testemunhas anônimas' ou 'voluntários' tradicionalmente são infundadas e servem como 'abafo informativo' das ações dos terroristas da Frente al-Nusra e de grupos afiliados", disse Konashenkov.

    Ele notou que, durante as últimas 24 horas, depois do reconhecimento complementar por drones e da confirmação adicional através de outras fontes, os aviões do grupo aéreo russo atacaram dez vezes estruturas terroristas na província de Idlib.

    Konashenkov esclareceu também que todos os alvos atacados estavam longe das povoações, reforçando a existência de dados de controle objetivo sobre todos os ataques.

    Segundo o representante oficial do Ministério da Defesa, as estruturas e equipamentos aniquilados foram utilizados por militantes no ataque aos policiais militares russos na província de Hama em 18 de setembro.

    Oleg Glazunov, analista da Associação de Cientistas Políticos Militares e professor de ciências políticas e sociologia da Universidade de Economia de Plekhanov, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, explicou por que o Ocidente espalha notícias falsas sobre as ações de militares russos.

    "É um sistema comum de padrões duplos: os EUA atacam civis, e ninguém sabe disso, mas a mentira é propagada por eles em todo mundo sobre a Rússia. É como se estivessem escondendo algo sensacional. Assim que o Ministério da Defesa russo anunciou que norte-americanos ajudam militantes a sair da cidade vencida, surgiram afirmações de que nós alegadamente atacamos civis. Temos armas de ponta, não precisamos de bombardeamentos contínuos", notou Oleg Glazunov.

    O Ministério da Defesa publicou um vídeo dos ataques da Força Aeroespacial da Rússia às posições do Daesh em Idlib. Contudo, na opinião de Glazunov, espectadores ocidentais não verão essas imagens.

    "Para os EUA o mais importante é criar repercussão, pois não publicam refutações. Mostram apenas imagens que foram feitas há dez anos, possivelmente, sem ligação alguma ao Daesh. Acham que o público ocidental vai entender alguma coisa? Fazem isso para criar imagem negativa da Rússia", sublinhou Glazunov.

    Mais:

    Mídia: Coalizão dos EUA ataca aldeia na Síria deixando 9 mortos entre civis
    Investigação da morte de general russo na Síria indica vazamento de dados para Daesh
    Força Aeroespacial russa realiza 10 ataques aéreos contra terroristas na Síria
    Tags:
    bombardeamento, Força Aérea, Daesh, Frente al-Nusra, Igor Konashenkov, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik