16:25 04 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    181
    Nos siga no

    O especialista militar major-general Mahmud Kahalaf disse que o Egito tem todo o direto a efetuar uma intervenção militar na situação da Líbia e prestar a ajuda necessária ao exército do país.

    "Hoje o Egito presta ajuda à Líbia. O direito a uma intervenção militar num país vizinho está previsto pelo artigo 51º da Carta da ONU. Este artigo prevê uma intervenção militar num país vizinho, se a situação no país em crise representa uma ameaça para seus vizinhos. Temos direito a tais ações, porque o exército da Líbia não é capaz de lidar com a situação", disse.

    A questão da segurança do Egito está ligada diretamente com a situação na Líbia, porque os países têm uma fronteira comum, disse Mahmud Kahalaf à Sputnik Árabe.

    "Ajudamos o exército da Líbia de várias formas e por vários meios. Os últimos êxitos no campo de batalha provaram a eficácia dessas ações. Os ataques da Força Aérea do Egito mostraram ser especialmente bem-sucedidos", disse o especialista.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Hieróglifos de 5 mil anos de idade com mensagem cósmica foram descobertos no Egito
    Generosidade faraônica: Egito cede controle de duas ilhas no mar Vermelho à Arábia Saudita
    Rússia ganha concurso para fornecimento de helicópteros K-52K ao Egito
    Tags:
    ajuda militar, exército, guerra, ONU, Egito, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar