02:24 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Rex Tillerson testifies during a confirmation hearing

    Amizade depois de mais sanções: EUA embrulharam-se nas relações com a Rússia

    © REUTERS / Kevin Lamarque
    Análise
    URL curta
    47214

    Em geral, Washington trata a Rússia com muito equilíbrio. Eles se esqueceram de felicitar pelo dia nacional, o que não foi muito cortês. Mas falaram a respeito das novas sanções. Pelo menos desta vez não se esqueceram!

    Já há muito tempo que um dos temas mais discutidos continuam sendo as sanções contra a Rússia. A mídia americana escrevia que os democratas e republicanos já chegaram a acordo que as sanções são necessárias e as discordâncias só surgiram na discussão do grau de dureza. Houve bastantes projetos com propostas de sanções de diferentes níveis.

    Só o secretário do Estado Rex Tillerson esteve contra esta loucura. Ele fez alusão que os aliados e parceiros dos EUA na Europa, Ásia e Oriente Médio pedem a Washington para melhorar suas relações com a Rússia. De acordo com as palavras de Tillerson, também os americanos não estão contra essa abordagem. Claro que no âmbito da competição entre projetos de sanções isso não soou muito lógico. Porém, provavelmente, as sanções ajudarão a se tornarem amigos, a se conhecerem melhor e a começarem colaborando.

    Até o secretário de Estado opina que a colaboração é necessária. Ele considera que as relações não podiam ser piores, mas a Rússia não consegue colaborar de acordo com os interesses americanos. Talvez, porque a Rússia tem os seus. Mas Washington não gosta disso. O governo estadunidense nem sequer felicitou Moscou pelo Dia da Rússia. Isso aconteceu pela primeira vez.

    Não está claro o que americanos quiseram mostrar através deste fato. Eles explicaram o seu silêncio assim: durante a presidência de Trump não vão enviar mais felicitações através de comunicados. Elas serão publicadas no site. Ou seja, se quiserem ser felicitados – abrem o site, busquem e leiam. É assim que os EUA querem melhorar as relações.

    Maria Balyabina para o serviço russo da Rádio Sputnik

    Mais:

    Tillerson pediu ao congresso mais flexibilidade para Trump negociar sanções antirrussas
    Senadores americanos não desistem de introduzir novas sanções contra Rússia
    Tags:
    relações, negociações, sanções, Rex Tillerson, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik