20:45 24 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    1715
    Nos siga no

    Se depender dos franceses que vivem no Brasil, Emmanuel Macron, visto como candidato de centro, será o próximo presidente da França, a ser eleito no segundo turno, em 7 de maio. Macron leva ampla vantagem sobre sua concorrente, a candidata de direita Marine Le Pen.

    Devido à diferença de fuso horário, os franceses que vivem no Brasil votaram na véspera, sábado, 22, no primeiro turno. E assim o farão no sábado, 6 de maio. No primeiro turno, Emmanuel Macron chegou disparado em primeiro lugar, obtendo 43,76% dos votos dos franceses votantes no Brasil. Por aqui, Marine Le Pen amargou um quinto lugar, com apenas 5,1% dos votos.

    A empresária Sylvia Herszenhaut, francesa de nascimento e radicada no Rio de Janeiro há alguns anos, onde atua no setor de confecções, votou em Emannuel Macron, conforme declarou à Sputnik Brasil, em entrevista exclusiva:

    "Eu achei melhor [votar em Emmanuel Macron] porque é uma pessoa mais bacana, já foi ministro da Economia, e também ele não tem partido, tanto à direita como à esquerda, e eu assim o achei muito melhor. Também segui os conselhos do meu irmão, porque toda minha família mora na França e eles [os parentes] falaram que era uma boa votar nele [Macron]."

    Sobre a candidata da direita, Marine Le Pen, Sylvia Herszenhaut sequer admite a possibilidade de a filha de Jean-Marie Le Pen ser eleita presidente da França:

    "Eu não posso nem pensar que ela possa chegar ao poder. Ela é contra as pessoas estrangeiras, defende o nacionalismo, não posso nem pensar nesta possibilidade. Fiquei com muito medo quando o pai dela quase chegou à Presidência em 2002, no segundo turno, mas perdeu para Jacques Chirac. [Naquela eleição] a maior parte dos franceses não votou no primeiro turno, depois todo mundo se juntou no segundo turno para ele [Jean-Marie Le Pen] não ganhar. Eu acho que desta vez a gente também tem que fazer o possível para ela [Marine Le Pen] não ganhar, porque ela é um terror."

    Os números do primeiro turno da votação, no Brasil, dos 11 candidatos à Presidência da França foram os seguintes: eleitores inscritos – 16.315; votantes: 4.793 (29,37% dos inscritos); votos em branco – 13; votos nulos: 16; Emmanuel Macron – 43,76% dos votos; François Fillon – 24,58%; Jean-Luc Mélenchon – 17,84%; Benoît Hamon – 5,98%; Marine Le Pen – 5,1%; François Asselineau – 0,92%; Nicolas Dupont-Aignan – 0,73%; Philippe Poutou – 0,48%; Jean Lassalle – 0,29%; Jacques Cheminade – 0,16%; Nathalie Arthaud – 0,1%.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Itália espera que Macron salve o futuro da Europa
    Por que provável vitória de Macron na França já põe pressão sobre Merkel
    Macron é líder no 1º turno das eleições na França e decidirá presidência com Le Pen
    Tags:
    nacionalismo, centro-direita, direita, eleição, François Fillon, Angela Merkel, Emmanuel Macron, Marine Le Pen, França, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar