08:53 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin

    Opinião: Rússia demonstra abordagem madura ao não expulsar diplomatas dos EUA

    © Sputnik/ Alexei Druzhinin
    Opinião
    URL curta
    25232

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ao permitir a permanência de diplomatas norte-americanos em Moscou, apesar das novas sanções dos EUA, demonstrou que fundamenta as suas ações no caráter estratégico das relações com os Estados Unidos, disse à Sputnik o presidente do comitê de Relações Internacionais do Senado russo, Konstantin Kosachev.

    Na quinta-feira, a administração do presidente dos EUA, Barack Obama, adotou sanções contra nove organizações russas, companhias e pessoas físicas, inclusive contra o Serviço Federal de Segurança da Federação Russa (FSB). A medidas foram implementadas em retaliação à suposta “interferência nas eleições” e “pressão sobre diplomatas americanos”. Os Estados Unidos fecharam dois conjuntos habitacionais, que eram da propriedade da Embaixada da Rússia e 35 diplomatas russos foram declarados persona non grata.

    Mais cedo, o presidente Vladimir Putin declarou que, apesar da prática difundida nas relações internacionais, a Rússia não pretende expulsar os diplomatas norte-americanos de Moscou. Segundo o chefe de Estado russo, Moscou não pretende “descer o nível”.

    “O presidente da Rússia demonstrou de forma exemplar que, apesar das tradições da prática da diplomacia, ele se orienta pelo caráter estratégico e de longo prazo das relações bilaterais entre os dois países, nas quais não deve haver lugar para conjunturas políticas de última hora, nem ao pensamento político bairrista”, destacou o senador Kosachev.

    “Assim, o mundo todo teve a demonstração da abordagem responsável da administração russa à política internacional, na qual as relações construtivas entre a Rússia e os EUA devem funcionar em prol dos interesses globais, apesar das provocações de políticos que não se realizaram e das pressões de intrigantes irresignados com a derrota”, concluiu o senador.

    Kosachev espera que essa mensagem construtiva e fora dos padrões seja interpretada corretamente pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

    Mais:

    Chanceler russo: Rússia não deixará sem resposta as sanções dos EUA
    Senador russo: novas sanções contra Rússia são 'presente envenenado' para Trump
    Kremlin: Putin responderá de forma adequada às sanções dos EUA
    EUA impõem sanções contra Rússia por supostos ciberataques nas eleições
    Tags:
    diplomatas, relações bilaterais, sanções, Konstantin Kosachev, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik