02:44 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Famílias sírias recebem lote de ajuda humanitária em Aleppo

    'Apoio da Rússia foi decisivo para Síria reconquistar Aleppo'

    © AFP 2017/ KARAM AL-MASRI
    Opinião
    URL curta
    198960

    Durante a coletiva desta sexta-feira, 23, concedida por Vladimir Putin à imprensa nacional e internacional, o chefe de Estado da Rússia destacou que sem o apoio do seu país a Síria não teria reconquistado Aleppo.

    Sobre a declaração do Presidente Putin a respeito da reconquista da cidade síria de Aleppo, Sputnik Brasil ouviu o professor da PUC-RIO, Paulo Wrobel, especialista em políticas da Rússia.

    "Não há dúvidas de que o bombardeio aéreo russo, que teve início em 30 de setembro de 2015, há mais de um ano e com certas interrupções, foi crucial para a vitória (acho que é essa a palavra) que o Governo do Presidente Bashar Assad vinha perseguindo na capital econômica da Síria, Aleppo, há mais de quatro anos", afirma o Professor Paulo Wrobel.

    "A cidade grande [Aleppo] estava dividida em duas: uma era de apoio a Assad e a outra era de oposição. Ao leste da cidade, estavam concentrados os maiores números de grupos de oposição ao Governo Bashar Assad. Sem o apoio russo, certamente, e, em menor escala, sem o apoio do Irã, isso não teria sido possível [a reconquista de Aleppo pelo exército sírio]. As consequências e os custos humanitários destas operações podem bem ser avaliados, levando em consideração todos estes aspectos. Agora, é certo que o apoio dos bombardeios russos e os ataques das Forças Armadas russas foram decisivos."   

    Paulo Wrobel também destacou as posições do Presidente Vladimir Putin na entrevista coletiva que, segundo o professor, demonstraram o quanto Vladimir Putin está preparado para abordar os diversos aspectos das políticas russas, tanto no plano nacional quanto no internacional.

    Mais:

    Especialista em BRICS: ‘Putin se preocupou em afirmar solidez das relações Rússia-China’
    Analista: ‘Putin deixou claro que prioridade da Rússia é combate ao terrorismo’
    Putin: Libertação de Aleppo teria sido impossível sem participação russa
    Tags:
    bombardeios, terrorismo islâmico, entrevista coletiva, Bashar Assad, Paulo Wrobel, Vladimir Putin, Irã, Aleppo, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik