13:07 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Militar da Turquia

    ‘Somos injustos com os russos’: Daesh, e não Rússia, ameaça a Turquia

    © AFP 2019 / OZAN KOSE / AFP
    Análise
    URL curta
    Su-24: investigação infinita? (9)
    12211
    Nos siga no

    A Turquia acusou a Rússia de violar o seu espaço aéreo, mas a ameaça real para o país são os militantes do Daesh, que lançaram os mísseis ao longo das fronteiras da Síria, escreveu o jornalista turco Yavuz Semerci para o jornal Haberturk, fazendo alusão aos recentes ataques à cidade turca de Kilis.

    O jornalista julga que a Turquia deu um tiros no pé ao abater o bombardeiro russo Su-24 que estava voltando de uma missão de combate contra o Daesh no norte da Síria. As autoridades turcas acusaram a Rússia de violar o espaço aéreo, mas o Moscou desmentiu este declaração.

    “Somos muito injustos com os russos”, ele disse. “Nós usamos padrões duplos. E, como resultado, o nosso país perdeu bilhões de dólares”.

    O Su-24 russo derrubado pela FA da Turquia em 24 de novembro, 2015
    © REUTERS / Sadettin Molla
    O Su-24 russo derrubado pela FA da Turquia em 24 de novembro, 2015

    As relações entre a Turquia e a Rússia agravaram muito depois do abatimento do Su-24 pelo F-16 turco no dia 24 de novembro. O presidente russo Vladimir Putin chamou este incidente “um golpe nas costas”. Por causa das sanções impostas à Rússia, a Turquia perdeu mais de oito bilhões de dólares, ou seja, cerca de 28 bilhões de reais.

    Yavuz Semerci apela à Turquia a mudar a sua politica externa. A nova estratégia, de acordo com o jornalista, deve incluir relações amigáveis com o governo atual da Rússia, Egito, Irã, Iraque e Síria. O país deve se focar na economia, especialmente o comércio bilateral com estes países.

    Policial na cidade de Kilis, na Turquia, foto de arquivo
    © REUTERS / Umit Bektas
    Policial na cidade de Kilis, na Turquia, foto de arquivo

    Nos últimos meses, os militantes do Daesh apontam, com uma frequência crescente, as suas armas para cidade turca de Kilis, que fica perto da fronteira com a Síria. Os ataques com os mísseis matam os habitantes locais, forçando o primeiro ministro turco Ahmet Davutoglu anunciar uma operação terrestre contra o Daesh na Síria.

    O último ataque ocorreu na quinta-feira, quando o Daesh lançou cinco mísseis que deixaram uma pessoa morta e oito feridas.

    Há muito tempo que Ancara anunciou a luta contra os terroristas do Daesh, que ocupam grandes territórios no Iraque e na Síria com o objetivo de criar um “califado”. Os críticos falam que a resistência do Daesh é sequência da possibilidade de movimento livre dentro e fora da Síria através da fronteira deste país com a Turquia, bastante porosa.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Tema:
    Su-24: investigação infinita? (9)

    Mais:

    Explosão no sudeste da Turquia tinha a polícia como alvo
    Professor britânico é acusado de fazer propaganda terrorista na Turquia
    Jornalistas são condenandos a 2 anos de prisão na Turquia por caricatura da Charlie Hebdo
    Tags:
    opinião, Su-24, Vladimir Putin, Ahmet Davutoglu, Rússia, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar