20:02 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Mikhail Gorbachev

    Gorbachev: Rússia precisa reagir seriamente aos planos de expansão da OTAN

    © Sputnik / Andrei Rudakov
    Análise
    URL curta
    57664

    Como sempre, a Rússia precisa reagir de forma digna e séria, mas sem o uso de força, às intenções da OTAN em reforçar a sua presença militar no Leste Europeu, declarou em entrevista à Sputnik o ex-presidente da União Soviética Mikhail Gorbachev.

    O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, revelou na quarta-feira (11) que os ministros da Defesa dos países-membros da organização aprovaram a proposta de expandir a presença militar da aliança no leste da Europa, no Mediterrâneo Oriental e no Mar Negro. Segundo ele, medidas concretas deverão ser tomadas nesse sentido em julho.

    "Creio que tudo isso está sendo tramado pelo seu líder – os EUA. Eles fazem uso de contradições, de confrontações, e se intrometem, interferem e inflam esses conflitos" – acredita Gorbachev.

    O ex-presidente tem a certeza de que a Rússia precisa reagir "como sempre" a esse tipo de provocação – de forma "diga e séria", "mas sem o uso de força".

    Na sua opinião, esse tipo de decisão da OTAN é tomado por iniciativa dos EUA e representam uma política enganosa e que não leva a lugar algum.

    O ex-presidente da URSS lembrou da perigosa situação internacional que se formava nos anos 1970 e 1980, e que ssó foi superada após ambos os lados terem feito concessões, em particular, reduzindo o número de armamentos. Para ele, a atual situação exige novamente esse tipo de conciliação.

    "Dizem que essa decisão é temporária – não, eles simplesmente querem apoiar a escalação e explorá-la para fins comerciais. Normalmente, trata-se de grandes patrões e aqueles que estão ligados a eles, ou seja, a alta classe de negócios" – disse Gorbachev.

    Na opinião de Gorbachev, o recente filme da BBC "Terceira Guerra Mundial: Dentro do Posto de Comando", que representa um estímulo à confrontação entre Rússia e OTAN, persegue os objetivos dessa mesma classe, "interessada em acirrar as tensões" para "aumentar os pedidos e vender mais armas".

    Mais:

    OTAN adere oficialmente à operação da coalizão liderada pelos EUA na Síria
    OTAN irá ampliar capacidades militares no mar Negro
    Moscou: OTAN tenta justificar sua própria existência ao falar em 'agressividade' russa
    OTAN acusa Rússia de planejamento de ataque nuclear contra Suécia
    Tags:
    reação, plano, resposta, expansão, OTAN, Mikhail Gorbachev, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik