20:14 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Secretário geral da OTAN Jens Stoltenber fala com presidente de Montenegro Filip Vujanovic

    Adesão de Montenegro à OTAN – alerta para a Rússia

    © AFP 2018 / SAVO PRELEVIC / AFP
    Análise
    URL curta
    9215

    A futura adesão de Montenegro à OTAN serve para mostrar à Rússia que o processo de expansão da aliança do Norte é irreversível, alertou em entrevista à Sputnik uma fonte diplomática em Bruxelas.

    "Ao adeir à OTAN o Montenegro quer mandar uma mensagem bastante clara à Rússia, de que não se pode parar a ampliação da aliança" – disse o interlocutor.

    Mais cedo, nesta quinta-feira (28), o secretário geral da OTAN Jens Stoltenberg declarou que as negociações para a adesão de Montenegro ao bloco deverão começar em meados de fevereiro deste ano.

    O pedido oficial de adesão de Montenegro à OTAN foi aceito pelas diplomacias dos 28 países-membros da aliança em dezembro de 2015. A conclusão desse processo poderá durar até 2 anos.

    A decisão do governo montenegrino, no entanto, parece não coincidir com os ânimos da maioria do país europeu.

    Desde setembro de 2015 capital de Montenegro, Podgorica, vem enfrentando uma série de grandes protestos exigindo que o país permaneça fora do bloco militar liderado pelos EUA, que seja criado um governo de transição e que sejam realizadas eleições parlamentares preliminares.

    Mais:

    ‘OTAN é o câncer da Europa’
    Adesão de Montenegro à OTAN: um passo atrás para a Europa
    Adesão de Montenegro à OTAN pode minar estabilidade nos Bálcãs
    Tags:
    alerta, adesão, Sputnik, OTAN, EUA, Montenegro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik