12:44 16 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    9452
    Nos siga no

    Há muito tempo que se fala da possibilidade de a Rússia realizar uma operação aérea no território do Iraque a pedido do seu governo oficial. A situação é comentada pelo presidente do Comité da Defesa e Segurança do Parlamento iraquiano, Hakim Al-Zamili.

    Abordando o assunto do pedido oficial à Rússia de realizar uma operação aérea no Iraque, o político iraquiano disse que a visita à Rússia e encontros com representantes dos Ministérios da Defesa e das Relações Exteriores russos e do presidente russo mostram que a Rússia está prestes começar o combate contra o Estado Islâmico no Iraque. Mas agora o Iraque está seguindo a operação na Síria e espera mais resultados.

    “Quando o Estado Islâmico sofrer mais danos consideraremos isso no parlamento iraquiano e examinaremos o assunto do pedido da operação da aviação russa”, afirmou Al-Zamili.

    O deputado destacou que agora a cooperação entre a Rússia e Iraque na luta contra terrorismo se limita à troca de dados de inteligência e fornecimentos de armas russas ao Iraque.

    “[…] Estamos à espera da vitória da Rússia na Síria e ainda não queremos envolver a Rússia na guerra no nosso território enquanto o nosso espaço aéreo está sob o controlo dos EUA”, afirmou o político. “No futuro obrigaremos o governo do nosso país pedir às autoridades russas para realizarem uma operação militar aérea, mas só depois do sucesso na Síria”.

    O deputado iraquiano confirmou ainda que a operação russa é bem sucedida mas agora atingiu somente 40% dos seus objetivos a Síria.  Al-Zamili disse que os dois países iniciaram uma nova etapa na cooperação alargando o leque de assuntos para trabalhar em conjunto no centro de coordenação em Bagdá.

    “[…] posso notar uma coisa, logo que a Rússia derrotar o Estado Islâmico na Síria será uma vitória automática sobre o Estado Islâmico no Iraque”, sublinhou o político iraquiano.

    Respondendo à questão sobre as relações entre a Rússia e o Iraque, Al-Zamili disse que a cooperação entre os dois parceiros devia ser mais alargada, especialmente na área econômica e comercial. Mas agora a tendência é positiva somente na esfera de defesa.

    “Entre os nossos países foram concluídos grandes contratos como [os de venda de] aviões Su, Mig-35, Mi-28, tanques T-72 e etc.”, disse o político iraquiano, acrescentando que há mais contratos.

    Forças a favor do governo na Síria em Aleppo
    © AFP 2020 / GEORGE OURFALIAN
    Na opinião de Al-Zamili, a Rússia quer sinceramente ajudar o Iraque porque conhece muito bem a ameaça do terrorismo.

    Desde 30 de setembro, após do pedido do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia realiza uma operação aérea contra o Estado Islâmico, tendo eliminado mais de 3 mil instalações dos terroristas e centenas de militantes.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Tags:
    vitória, operação militar, terrorismo, Estado Islâmico, Rússia, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar